Porto Alegre, quinta-feira, 21 de abril de 2016. Atualizado às 19h34.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
29°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5310 3,5330 0,11%
Turismo/SP 3,4700 3,6600 1,34%
Paralelo/SP 3,4800 3,6600 1,34%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Mobilidade 21/04/2016 - 19h34min. Alterada em 21/04 às 19h34min

Consórcio diz que vai trabalhar 'incessantemente' para saber causa de desabamento

O consórcio Contemat/Concrejato, responsável pela obra da ciclovia que desabou parcialmente hoje no Rio, informou em nota que "vai trabalhar incessantemente até que sejam conhecidas as causas do acidente", ocorrido na manhã de hoje. Pelo menos duas pessoas morreram no desabamento. "As prioridades neste momento são garantir o atendimento às vítimas e a seus familiares e dar início à apuração acerca das causas do acidente", informa o comunicado.
A empresa diz ainda que faz parte de um grupo com 64 anos de atuação no mercado, responsável por obras nos setores público e privado de grande importância no País. "A empresa segue todos os protocolos e normas de segurança, utilizando-se das mais modernas técnicas e equipamentos de construção", declara.
A ciclovia tem 3,9 quilômetros, 2,5 metros de altura e foi inaugurada no dia 17 de janeiro. A obra custou R$ 44,7 milhões. "O Consórcio Contemat/Concrejato venceu licitação, e todo o processo foi supervisionado pelos órgãos de fiscalização competentes", informa. Mais cedo, o consórcio informou que uma equipe técnica estava no local, trabalhando em coordenação com a Secretaria Municipal de Obras.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Especialista diz que trecho de ciclovia que desabou é peculiar
"Naquele lugar especificamente, chamado Castelinho, há um muro sob a pista da ciclovia um pouco mais perto do mar e a inclinação do costão é menor", afirmou
Prefeito do Rio de Janeiro lamenta desabamento de ciclovia
O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), enviou nota dizendo que "lamenta profundamente" o desabamento de um trecho da ciclovia Tim Maia
Construtora de ciclovia é da família do secretário do Rio
A empreiteira Concremat, responsável pela construção da ciclovia Tim Maia, pertence à família do secretário de Turismo da cidade do Rio
Duas mortes confirmadas em queda de trecho de ciclovia no Rio de Janeiro

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo