Porto Alegre, quarta-feira, 06 de abril de 2016. Atualizado às 22h48.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
30°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6450 3,6470 0,89%
Turismo/SP 3,5900 3,8100 0,52%
Paralelo/SP 3,5900 3,8100 0,52%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Saúde Notícia da edição impressa de 07/04/2016. Alterada em 06/04 às 22h48min

USP distribui pílula do câncer somente até o estoque terminar

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que a Universidade de São Paulo (USP) mantenha o fornecimento da fosfoetanolamina sintética, a pílula do câncer, apenas enquanto durar o estoque do composto. O ministro Ricardo Lewandowski analisou um pedido feito pela universidade contra uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que determinava o fornecimento da substância a pacientes com câncer, sob pena de multa.
Segundo o STF, a USP alega que as ações que liberam a substância colocam em risco a saúde dos pacientes, pois o remédio ainda não tem eficácia ou qualidade comprovadas. Outro argumento é de que a decisão causa transtorno ao sistema nacional de saúde e à própria universidade, uma vez que a instituição não é voltada para a fabricação e distribuição da substância química.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Rio Grande do Sul registra menor taxa de mortalidade infantil da história H1N1 preocupa por circular mais cedo neste ano, diz ministro da Saúde
A campanha nacional está marcada para ocorrer em todo o país entre 30 de abril e 20 de maio
STF decide que USP só pode fornecer estoque da pílula do câncer
Segundo o Supremo, que tomou ontem (5) a decisão, a universidade alega que as ações que liberam a substância colocam em risco a saúde dos pacientes, pois a fosfoetanolamina não tem eficácia e qualidade comprovada
Casa Branca anuncia que destinará US$ 589 milhões para combate ao vírus zika
Anteriormente, esses recursos estavam destinados à luta contra o ebola, em grande medida bem-sucedida

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo