Porto Alegre, terça-feira, 05 de abril de 2016. Atualizado às 17h11.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
32°C
30°C
24°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6660 3,6680 1,43%
Turismo/SP 3,5800 3,7900 1,06%
Paralelo/SP 3,5800 3,7900 1,06%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Panama Papers 05/04/2016 - 15h54min. Alterada em 05/04 às 17h11min

Presidente da Fifa é acusado de participação em negócios em paraíso fiscal

Folhapress

Presidente da Fifa, o suíço Gianni Infantino está na relação de pessoas envolvidas em transação em offshores, contas abertas em paraísos fiscais. A informação é do diário inglês "The Guardian". De acordo com a reportagem do jornal, os arquivos levantaram dúvidas sobre a participação do dirigente em acordos realizados quando foi diretor jurídico da Uefa, entidade que rege o futebol europeu.
Nos registros, a Uefa concluiu acordos offshores com dirigentes acusados de corrupção, apesar da entidade ter negado anteriormente qualquer ligação com o caso. Os documentos teriam sido coassinados por Infantino entre 2003 e 2006 e relacionam, pela primeira vez, a Uefa com uma das companhias envolvidas no caso de corrupção investigado pela Justiça dos EUA.
A Uefa rejeita ter qualquer participação direta, de seus funcionários ou seus parceiros de marketing com o caso.
A apuração internacional que revelou o caso que envolve Messi começou quando o jornal alemão "Süddeustche Zeitung" obteve 11,5 milhões de documentos sobre o escritório do Panamá e compartilhou os papéis com 376 jornalistas de 109 veículos em 76 países, todos ligados ao ICIJ (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos), uma entidade sem fins lucrativos com sede em Washington, nos Estados Unidos.
No Brasil, a investigação foi conduzida pelo UOL, que faz parte do grupo Folha, pelo jornal "O Estado de S. Paulo" e pela Rede TV!. A série de reportagens foi batizada internacionalmente de "Panama Papers".
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Panamá Papers mostram que "evasão fiscal é um grande problema global", diz Obama
Segundo ele, os Panama Papers demonstram que os líderes devem fazer mais para estreitar as leis tributárias e reprimir indivíduos e empresas que utilizam paraísos fiscais. Obama ainda afirmou que os EUA e outros países devem "dar o exemplo" em fechar lacunas

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo