Porto Alegre, quinta-feira, 28 de abril de 2016. Atualizado às 00h31.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
10°C
17°C
5°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5190 3,5210 0,02%
Turismo/SP 3,4500 3,6300 0%
Paralelo/SP 3,4500 3,6300 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Palavra do Leitor Roberto Brenol Andrade


Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 28/04/2016

Leitores

Cumprimento o escritor Antônio Carlos Côrtes pelo artigo publicado na edição de 26/04/2016 do Jornal do Comércio, página 4, sob o título Fala, Leitor. Como estou nos dois lados, congratulo-me pelo artigo. Essa é exatamente a medida para avaliação do que fazemos. O retorno sobre um artigo que escrevi no jornal O Herval reservou-me a amizade de um conterrâneo, na época morador no Rio de Janeiro, o qual não tinha tido a oportunidade de conhecer por ter quase 20 anos mais que eu, e ter saído muito jovem de nossa terra. Por seu intermédio, conheci seu irmão e, juntos, editamos um livro de poesias parnasianas do pai deles, falecido em 1948. Uma glória para nossa terra, eternizar um belo trabalho de um filho seu. (Getúlio Dorneles Fernandes da Silva)
Internet sem limites
Entidades que congregam ou contam com profissionais de alta qualificação, inclusive economistas, no afã de defenderem seus interesses, tentam construir as mais estranhas teses para justificar a manutenção da verdadeira farra na utilização de serviços pretensamente gratuitos. Dispensável dizer que serviços de qualidade, em especial, na área tecnológica, exigem grandes investimentos. Infelizmente, numa economia de mercado, quem financia todos os custos e lucros dos negócios, em última análise, são os consumidores. Tanto no campo econômico como no jurídico, tratar igualmente os desiguais nunca foi boa solução. A alternativa é partir para o socialismo e chamar o Nicolás Maduro, que enfrentou corajosamente a ganância dos empresários. Na Venezuela, não há mais a exploração dos consumidores, o preço foi substituído pelas filas. (Antonio Augusto d'Avila, economista)
Iluminação
Lâmpada de iluminação pública está queimada na rua Prof. Álvaro Alvim, diante do número 54, bairro Rio Branco. Por isso, o local fica muito escuro. A CEEE poderia providenciar na troca? (Mariangela Ferraz, Porto Alegre)
Professora Ana Aurora
Ao curso de tantas falências morais a caracterizar os perfis de figuras que conduzem os destinos pátrios, é confortante exaltar os que se distinguiram pela sobranceria, honradez e bravura. O último dia 21 de março assinalou o 55º ano do falecimento da emérita professora Ana Aurora do Amaral Lisbôa, insigne educadora, poetiza, escritora, líder feminista, política e jornalista. Adepta do Federalismo, enfrentou com altivez a intolerância e a perseguição das hostes castilhistas, inclusive a calúnia, o que ensejou a publicação de "A Minha Defesa", edição da Livraria Americana, 1895, em que espelhou sua gloriosa vida, de consagrada mestra e defensora intimorata dos direitos da mulher. É lamentável que a personalidade da ilustre rio-pardense, órfã de pai e mãe desde a tenra idade, seja tão pouco exaltada no seio da comunidade gaúcha. (Fernando Wunderlich, advogado, Rio Pardo/RS)
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Eleições gerais
Após a goleada que o governo levou no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), a conjuntura é de mudança
Entrevista especial
Lendo a entrevista semanal do Jornal do Comércio, com o professor Eduardo Carrion, duas respostas me chamaram atenção
Fundos de pensão
Desde 2001, se fala muito de desvios e falcatruas nos fundos de pensão como Petros, Postalis, Funcef, de bancos públicos e outros, que alimentaram campanhas eleitorais e a ganância de usurpadores travestidos de políticos e amigos de políticos indicados em troca de favores e doações milionárias.
Dívida do Estado
O governador José Ivo Sartori (PMDB) omite, muito convenientemente para ele e para os políticos, que, neste meio tempo, o Rio Grande do Sul tomou muitos empréstimos

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo