Porto Alegre, segunda-feira, 04 de abril de 2016. Atualizado às 22h44.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
32°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6140 3,6160 1,51%
Turismo/SP 3,5800 3,7500 0,53%
Paralelo/SP 3,5800 3,7500 0,53%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Palavra do Leitor Roberto Brenol Andrade


Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 05/04/2016

Golpe

O verdadeiro golpe e me admira a intelectualidade brasileira e a imprensa não saberem é que o voto é uma outorga popular dada ao seu representante político, limitado seu poder ao programa de governo do partido, à legislação federal de aplicação nacional e à Constituição Nacional. Se não for cumprido o programa partidário, ilegítimo é o político para seguir no cargo, caso de necessária renúncia, e não cumpridas as normas administrativas dadas pela lei, é crime de responsabilidade, que também ilegitima o mandado por impedimento. Remédio constitucional posto à disposição do eleitor que viu sua outorga, que nada mais é que uma procuração, não ser cumprida dentro do seus limites. Logo, quando um político, juiz ou pessoa que se chama intelectual não sabe sequer o que é sufrágio universal, tão somente, para regozijar-se das benesses do cargo eletivo, este sim é um golpista. O golpe eleitoral dos políticos começou quando foi unificado o cofre da arrecadação dos tributos ao caixa único da Receita Federal, o que possibilitou toda a sorte de pedaladas e estelionatos. Dito isto, temos um primeiro caso de renúncia e o segundo é o impeachment, claro, legal e cristalino. (Olavo do Prado Lima, Livramento/RS)
Golpe II
"Meu Deus do céu! Essa é nossa alternativa de poder!". A reação atribuída ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao assistir a transmissão da convenção em que a direção do PMDB decidiu deixar o governo, reflete semelhante perplexidade de democratas e patriotas diante dos acontecimentos recentes. Das pessoas que não aceitam o ataque golpista contra a legalidade constitucional. Esta reação dignifica o povo e revela o aprendizado político e democrático acumulado desde jornadas como a Diretas Já, de 30 anos atrás, Fora Collor, ocorrida há mais de 20 anos, e as lutas e mobilizações democráticas ocorridas contra desmandos neoliberais dos mandatos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). (Giovanni S. Brocca)
Impeachment
Não sou advogado, mas o novo pedido de impeachment feito pela OAB nacional me parece inócuo, eis que já tem um, anterior, e mais de 50 pedidos protocolados por outras pessoas/advogados. De qualquer maneira, é lastimável que mais um presidente do Brasil, sem razão objetiva até agora, seja objeto de impeachment. O Brasil sai perdendo, interna e externamente. (Célio Furmaisther, Novo Hamburgo/RS)
Remédios
Incrível a quantidade de remédios "milagrosos" anunciados nas TVs. Não sei se eles têm resultados práticos - acredito que não - e pergunto se o Conselho Regional de Medicina (Cremers) não deveria reclamar da situação. É uma invasão da profissão de médico, mesmo que, lá no fim da publicidade e rapidamente, coloquem que, se os sintomas persistirem, o médico deverá ser consultado. Acontece que, aí, poderá ser tarde demais. (Naúl Abrão, Porto Alegre)
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Bolsa Família
Os comerciais de TV da Caixa Econômica Federal são, no mínimo, curiosos. Neles, os atores dizem que as pessoas inscritas no programa Bolsa Família podem, agora, receber o benefício por meio de uma conta poupança na Caixa, não precisando mais sacar o dinheiro todo de uma vez, e que o saldo que permanecer na conta, por mais de um mês, será remunerado
Impeachment
Todos os operadores do Direito que conhecem o papel da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que se formaram e fizeram seu juramento de formatura, sabem que nos termos da Lei nº 8.906/94
Buracos
Ainda bem que a prefeitura, através da Smov, fará a cobertura dos buracos que infestam Porto Alegre, e em zonas valorizadas
Insegurança
Boa a matéria Alta da criminalidade afeta o varejo gaúcho, sobre insegurança no Centro de Porto Alegre

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo