Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de maio de 2016. Atualizado às 21h48.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

opinião

Notícia da edição impressa de 10/05/2016. Alterada em 09/05 às 21h48min

A responsabilidade civil do médico nos dias atuais

Ronaldo Emer
O avanço da tecnologia na área da saúde está evoluindo com o objetivo de buscar a cura para diversas doenças e também para proporcionar melhoras no atendimento aos pacientes em casos de doenças terminais, conhecido como tratamento paliativo. Com o advento das pesquisas científicas e a busca pela cura de diversas doenças, a profissão da Medicina está passando por diversas transformações, figurando a pessoa do médico como principal agente na seara da saúde, seja ela pública ou particular.
Por este aspecto, surge a chamada responsabilidade civil do médico. Veja-se que a relação entre médico e paciente é contratual e é considerada como obrigação de meio e não de resultado, salvo em casos de cirurgias plásticas de natureza exclusivamente estética.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia