Porto Alegre, quarta-feira, 16 de março de 2016. Atualizado às 10h10.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
32°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8270 3,8290 1,72%
Turismo/SP 3,6500 3,9300 4,24%
Paralelo/SP 3,6500 3,9300 4,24%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

contas públicas 14/03/2016 - 22h08min. Alterada em 16/03 às 10h10min

Jaques Wagner descarta uso das reservas internacionais para fazer investimentos

O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, descartou a possibilidade de o governo usar as reservas internacionais para fazer investimentos. "Se for o caminho, será para pagar dívida, mas não há nenhuma decisão a respeito", afirmou ele, explicando que isso "tem uma lógica". E emendou: "essa perspectiva de queima de reservas para investimento, essa hipótese está descartada. A outra hipótese, para abater dívida federal, é uma reflexão, mas não tem decisão tomada", justificou.
A cúpula do PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve assumir um ministério no governo Dilma, insistem na necessidade de usar um terço dos US$ 372 bilhões das reservas internacionais para a criação de um Fundo Nacional de Desenvolvimento e Emprego. A proposta consta no Programa Nacional de Emergência aprovado pela cúpula do PT no dia 26 de fevereiro, mas Dilma e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, sempre resistiram à ideia.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Nova medida do governo eleva rombo nas contas Justiça nega liminar para suspender a cobrança das parcelas da dívida
Mandado de segurança pretendia reter repasses mensais do Rio Grande do Sul para a União
Estado tem novo bloqueio das contas pela União
RS contabiliza o oitavo bloqueio, antes mesmo de a Secretaria da Fazenda complementar a folha salarial de fevereiro.
Justiça Federal nega liminar para Estado protelar pagamento da dívida
O governador Sartori questiona o tipo de juros que o governo federal quer aplicar para atualizar o passivo

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo