Porto Alegre, terça-feira, 08 de março de 2016. Atualizado às 10h00.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
31°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7860 3,7880 0,21%
Turismo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
Paralelo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

PARTIDOS Notícia da edição impressa de 08/03/2016. Alterada em 07/03 às 22h41min

PMDB reprova declarações de dirigente da sigla sobre o MST

O PMDB do Rio Grande do Sul emitiu ontem uma nota esclarecendo que o partido não concorda com a opinião do secretário adjunto da executiva estadual, Daniel Kieling que declarou através da sua conta no Twitter que "a vagabundagem do PT merece tomar tiro, porrada e cacete". A manifestação teve ampla repercussão nas redes sociais, especialmente porque, no próximo domingo, estão previstos atos de grupos pró e contra o governo Dilma Rousseff (PT).
A declaração de Kieling sucedeu a postagem do jornalista Ricardo Noblat no qual afirmara: "o líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), João Pedro Stédile, avisa: se houver tentativa de golpe à democracia, o MST vai fechar todas as estradas do País". Ao que o dirigente do PMDB gaúcho replicou: "cadeia e bala na cara para todo o MST e vagabundagem do PT".

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.


COMENTÁRIOS
RUBEM ANTUNES BRASIL - 08/03/2016 08h58min
Temos que acionar judicialmente este tipo de facismo, que está muito presente nos partidos de direita, como o PMDB, DEM, PSDB, PPS, PSC, PT do B e PP

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Pedidos de saída do governo federal marcam encontro do PMDB Temer chega ao Estado sob pressão de correligionários Eliseu Padilha pressiona PMDB por ruptura com o governo Lula se defende de acusações e diz que terá sigilos quebrados

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo