Porto Alegre, quarta-feira, 09 de março de 2016. Atualizado às 15h13.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
26°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7010 3,7030 0,98%
Turismo/SP 3,6900 3,9100 0%
Paralelo/SP 3,6900 3,9100 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Peru 09/03/2016 - 15h12min. Alterada em 09/03 às 15h13min

Tribunal do Peru barra dois candidatos um mês antes das eleições presidenciais

O principal tribunal eleitoral do Peru barrou nesta quarta-feira dois candidatos presidenciais, um mês antes do primeiro turno das eleições de 10 de abril no país. Um dos candidatos impedidos é Julio Guzmán, que aparecia em segundo nas pesquisas, mas teve negado o pedido de inscrição porque seu partido não teria realizado os trâmites corretos para a formação da chapa.
Outro candidato excluído do processo foi César Acuña. O Jurado Nacional de Eleições rejeitou uma apelação de Acuña, punido por ter presenteado eleitores com dinheiro durante a campanha eleitoral. A doação de dinheiro na campanha é uma infração à Lei de Partidos Políticos do país. Guzmán havia alegado que apenas entregara "ajuda humanitária", mas o argumento foi rechaçado.
No caso de Guzmán, o tribunal afirmou que o partido dele, Todos pelo Peru, contrariou "grave e irreparavelmente suas próprias normas na conformação da fórmula presidencial".
A candidata Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, aparece à frente nas pesquisas eleitorais. A última pesquisa do instituto GfK, divulgada na segunda-feira, mostrava Keiko e Guzmán como primeiro e segundo lugares, respectivamente. Nenhum nome consegue, porém, vantagem suficiente para vencer no primeiro turno.
Keiko aparecia com 34,6% das intenções de votos na última pesquisa, 2 pontos porcentuais a mais que em uma sondagem de janeiro. Já Guzmán obtinha 16,6% das intenções, 6,2 pontos a mais que no mês anterior. 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Mortes em protesto fazem governo decretar estado de emergência

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo