Porto Alegre, quinta-feira, 31 de março de 2016. Atualizado às 13h09.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
27°C
31°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5540 3,5560 1,82%
Turismo/SP 3,6200 3,8000 0,52%
Paralelo/SP 3,6200 3,8000 0,52%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Direitos Humanos Notícia da edição impressa de 31/03/2016. Alterada em 30/03 às 23h17min

Porto Alegre ganha Centro de Referência do Negro

FREDY VIEIRA/JC
No novo espaço, serão realizadas oficinas e atividades culturais

Suzy Scarton

A população negra de Porto Alegre ganhou um espaço para valorizar suas raízes culturais. Foi inaugurado ontem o Centro de Referência do Negro Nilo Alberto Feijó, na avenida Ipiranga, 311. O prédio, que foi totalmente reformado, receberá oficinas e atividades culturais, além de oferecer uma ouvidoria e uma biblioteca.
De acordo com a secretária adjunta do Povo Negro da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Elisete Moretto, a reforma do edifício, que havia sido interditado devido a problemas estruturais, durou cerca de três anos. "Colocamos um forro novo, substituímos as vidraças e a fiação elétrica e construímos uma cozinha nova", relatou. Anteriormente, o edifício era ocupado pela Associação das Entidades Carnavalescas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul (Aecpars), que também se envolveu na reivindicação pelo espaço.
O secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio, exaltou a conquista da população negra. "A demanda pela revitalização do prédio era antiga, de pelo menos três anos. Será um local exclusivo para fomentar a política, a cultura e atradição do povo negro", ressaltou. Para o prefeito José Fortunati, o centro é "uma daquelas obras que marcam pelo significado", uma vez que reúne pessoas que dedicam a vida à causa negra. "Mostramos que Porto Alegre valoriza a pluralidade e que o povo negro tem fortes raízes na cidade."
Elisabete incentiva que os frequentadores convidem pessoas de outras etnias a frequentarem o local. "Pela própria situação do negro e o histórico de sofrimento em ocupar os espaços, ele já chega armado, na defensiva. Em vez de dialogar, fecha portas. Então, incentivo o diálogo. Que se ouçam opiniões de negros, de brancos, de índios, de todos que estiverem dispostos a falar. Se dialogarmos, seremos reconhecidos, e as pessoas se sensibilizarão, aderindo à nossa causa."
O centro homenageia o carnavalesco Nilo Feijó, compositor de sambas e marchas que fez parte da diretoria da Associação Satélite Prontidão, entidade criada por ex-escravos. Ele também presidiu o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Rio Grande do Sul e fez parte do Conselho Municipal dos Direitos do Povo Negro.


COMENTÁRIOS
Paulo Jolar Pazzini Galarça - 31/03/2016 09h03min
Na reportagem faltou colocar como podemos entrar em contato com o local, e.mail ou blog, teleone

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Entidades da Capital recebem primeiros idosos vulneráveis nesta semana
As três entidades vencedoras do edital para atendimento a idosos com grau de dependência 3, o nível máximo de vulnerabilidade social e abandono
Secretário Faccioli defende criminalização de homicídios motivados por homofobia
Porto Alegre ganha Plano Municipal do Idoso
Documento possui 64 metas, distribuídas em 14 órgãos, oito programas estratégicos e oito eixos temáticos
Falta de identificação gera sofrimento a crianças negras

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo