Porto Alegre, segunda-feira, 14 de março de 2016. Atualizado às 10h42.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
30°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6220 3,6240 0,94%
Turismo/SP 3,5500 3,7900 0,78%
Paralelo/SP 3,5500 3,7900 0,78%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Segurança Pública 14/03/2016 - 10h26min. Alterada em 14/03 às 10h42min

OAB-RS promete agir para cobrar política para o setor

Marcelo G. Ribeiro/JC
Ricardo Breier disse que o governo deve se posicionar sobre a realização de uma política de segurança

O Conselho Pleno da OAB-RS autorizou que a direção do órgão tome medidas para garantir condições mínimas de segurança pública aos gaúchos. Em reunião na sexta-feira passada (11), o conselho deu aval ao presidente da OAB-RS, Ricardo Breier, para ações.
"Vamos tomar todos os meios jurídicos necessários para o direito mínimo fundamental à vida”, assegurou Breier, em nota divulgada no site da ordem. Breier destacou que "o governo estadual deve se posicionar sobre a realização de uma política de segurança".
O dirigente citou que a "total ausência de políticas públicas" no setor atingem diversos setores. "A estrutura está sucateada e sem condições para trabalhar”, criticou Breier. Para a OAB-RS, o governador José Ivo Sartori (PMDB) deve rever suas posições. "Não aceitamos o discurso da falta de recursos para a omissão política, pois estamos morrendo a cada dia."
Nas últimas semanas, ocorrem diversos movimentos ligados a entidades de servidores da segurança - da esfera federal à estadual e dos segmentos civis e militares. Os setores reclamam da elevação de índices de criminalidade e violência e da falta de investimentos do Estado.
Na sexta-feira passada (11), moradores de Porto Alegre realizaram a Caminhada Iluminada, com mais de 200 participantes e que lançou alerta sobre a insegurança. O protesto percorreu ruas da Capital e terminou em frente ao Palácio Piratini. 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Entidades de policiais lançam carta alertando para criminalidade no Estado Policiamento ostensivo caiu quase 30% no 2º semestre de 2015 no Estado

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo