Porto Alegre, quarta-feira, 09 de março de 2016. Atualizado às 22h52.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
25°C
18°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6960 3,6980 1,12%
Turismo/SP 3,6600 3,9100 0%
Paralelo/SP 3,6600 3,8600 1,27%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Segurança Pública 09/03/2016 - 13h23min. Alterada em 09/03 às 22h52min

Entidades de policiais lançam carta alertando para criminalidade no Estado

Liliane Winkler/SINPEF-RS/JC
Entidades de servidores da segurança lançam carta denunciando problema de violência no RS

Nove entidades ligadas a categorias de servidores estaduais e federais da segurança pública divulgaram nesta quarta-feira (9) um documento alertando para "a assustadora criminalidade que tomou o Estado". A situação é relacionada a um desmonte na segurança pública, que estaria sendo provocado pelo governador gaúcho, José Ivo Sartori (PMDB).  
Os dirigentes de segmentos de policiais civil e militares do Estado e de segmentos federais da Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) ressaltaram que o Rio Grande do Sul, que sempre "se notabilizou pela civilidade, paz social e força de reação", teria se tornado "refém da violência, crime e pavor". "É fruto da absoluta incapacidade do governador em assumir o seu papel de líder maior", apontou a Carta Aberta ao Povo Gaúcho.
O documento listou o crescimento de registros de moradores que relatam ter sido vítima de alguma violência e indicaram a alta de roubo de veículos, roubo a bancos e uso de reféns e assaltos. São apontadas ainda deficiências nos órgãos de segurança e investigação.
Assinaram a nota dirigentes dos sindicatos dos Policiais Federais (Sindpef-RS), Policiais Rodoviários Federais (SindPRF-RS), Inspetores, Escrivães e Investigadores de Polícia do RS (Ugeirm), dos Servidores de Nível Médio da Brigada Militar e Bombeiros (Abamf), dos Servidores Penitenciários do RS (Amapergs), dos Servidores do Instituto Geral de Perícia (Sindiperícias), Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM e Bombeiros (ASSTBM), dos Oficiais Subnalternos da BM (AOFSBM) e dos Bombeiros. 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Policiamento ostensivo caiu quase 30% no 2º semestre de 2015 no Estado

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo