Porto Alegre, quinta-feira, 31 de março de 2016. Atualizado às 00h09.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
31°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6200 3,6220 0,46%
Turismo/SP 3,6200 3,7800 0,52%
Paralelo/SP 3,6200 3,7800 0,52%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Orçamento Notícia da edição impressa de 31/03/2016. Alterada em 31/03 às 00h08min

Decreto divide corte de R$ 21 bi entre ministérios

O governo editou na noite de ontem o decreto de programação orçamentária e financeira para 2016. O decreto, publicado em edição extra do Diário Oficial da União, distribui entre as pastas o corte de R$ 21,2 bilhões anunciado pela presidente Dilma Rousseff na semana passada.
Na terça-feira, o secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, disse que o contingenciamento valerá enquanto o governo não conseguir aprovar, no Congresso Nacional, o projeto que muda a meta fiscal deste ano de R$ 24 bilhões para R$ 2,8 bilhões, e permite uma série de abatimentos que podem resultar em um déficit fiscal de R$ 96,6 bilhões neste ano.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Mudança da meta fiscal de 2016 ainda não chegou ao Congresso
Na coordenação geral do Congresso Nacional, para onde o documento terá de ser enviado depois de pronto, a informação é de que ele nem foi encaminhado do Ministério da Fazenda para a Casa Civil, para a assinatura
Barbosa pede empenho do PT para aprovar mudança de cálculo da meta fiscal
Parlamentares destacaram que a prioridade é a retomada e a estabilização da economia com rigor fiscal como instrumento para que o país volte a crescer
Governo limita gastos com diárias, passagens e mão de obra terceirizada
O objetivo do governo é reduzir os gastos de custeio e possibilitar a utilização desses recursos para ações finalísticas dos órgãos do poder executivo
Governo prevê déficit de até R$ 60 bilhões
Ministro da Fazenda vai propor ao Congresso adoção de margem de flutuação das receitas para ajustar contas

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo