Porto Alegre, terça-feira, 22 de março de 2016. Atualizado às 17h25.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
26°C
27°C
18°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5920 3,5940 0,44%
Turismo/SP 3,6000 3,7400 0,53%
Paralelo/SP 3,6000 3,7400 0,53%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Portos 22/03/2016 - 17h25min. Alterada em 22/03 às 17h25min

Governo autoriza investimento privado de R$ 184 milhões em portos no RS e PR

Com o objetivo de ampliar a capacidade de movimentação de cargas da Região Sul do País, a Secretaria de Portos (SEP) vai autorizar nos próximos dias dois investimentos do setor privado que juntos chegam a R$ 184 milhões. O primeiro contrato - de 25 anos de duração - será assinado pelo ministro Helder Barbalho com a Nidera Sementes, que irá investir cerca de R$ 70 milhões em um novo Terminal de Uso Privado (TUP) em Canoas (RS), voltado para a movimentação de soja, milho e trigo.
Esse terminal terá uma área total de 140,8 mil m2 à margem do Rio dos Sinos, no qual já há uma hidrovia apta para a navegação de barcaças. Além disso, haverá acessos aos terminal pelas BRs 448 e 116. A estimativa é de que TUP tenha uma capacidade de armazenagem de 45 mil toneladas de grãos e movimente até de 850 mil toneladas por ano.
Já o segundo contrato será firmado com a Terminais Portuários da Ponta do Félix (TPPF) em suas instalações no Porto de Antonina (PR). Nesse caso, Barbalho assinará a renovação antecipada do concessão da área, com um compromisso da empresa em investir mais de R$ 114 milhões em novas obras de ampliação da capacidade do terminal.
O novo contrato valerá até o fim de 2037 e a expectativa da SEP é de que, com os novos investimentos, o terminal da TPPF passe a movimentar 2,94 milhões de toneladas de carga por ano.
Entre as obras previstas, a TPPF construirá um armazém com capacidade para até 120 mil toneladas de fertilizantes, além da implementação de correias de interligação entre o novo equipamento e o berço 2 já existente.
A empresa também irá ampliar o cais 3 da área em 170 metros, além de reforçar a dragagem do terminal chegando a uma profundidade de 12,5 metros. Ainda serão construídos 2,68 km de trilhos dentro da área do arrendamento para integração ferroviária.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Antaq prevê novo recorde de movimentação portuária Secretaria quer lançar editais para 20 áreas Docas do Rio sofrem por falta de investimentos Rio Grande debate melhorias para o modal ferroviário

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo