Porto Alegre, segunda-feira, 07 de março de 2016. Atualizado às 22h41.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
30°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7940 3,7960 0,93%
Turismo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
Paralelo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Agronegócios Notícia da edição impressa de 08/03/2016. Alterada em 07/03 às 21h38min

Agilizar as liberações de crédito é desafio de bancos

EXPODIRETO/DIVULGAÇÃO/JC
Produtores têm à disposição diversas linhas de financiamento

Luiz Eduardo Kochhann

A demora na aprovação dos financiamentos esteve entre as principais reclamações das empresas de máquinas e implementos agrícolas na última Expointer. Na época, os relatos apontavam para esperas de até 100 dias, especialmente para colheitadeiras e tratores de alta potência, o que atravancava os negócios. Na Expodireto, com o aumento da procura pelos bancos de fábrica, as instituições financeiras têm como desafio agilizar a liberação do crédito. A aposta, nesse sentido, está em trâmites menos burocráticos, presença de gerentes e especialistas na feira para manter contato direto com o agricultor e envio das solicitações via internet.
No caso do Banco do Brasil, a saída para tentar acelerar a disponibilização dos recursos da instituição é a Esteira Agro BB, sistema que realiza as propostas diretamente nas revendas pela internet, assim como o aplicativo BB na Expodireto. A intenção, com isso, é diminuir pela metade o tempo de contratação normal.
"O futuro do sistema de financiamento está nessas duas ferramentas, pois as revendas não precisam vir até o banco para protocolar os pedidos, centralizando as operações e aumentando a eficiência", afirma o gerente de Mercado Agronegócios do BB, João Paulo Comerlato, citando a esteira e o aplicativo. Embora não divulgue o montante com o qual o banco trabalha nessa edição da Expodireto, Comerlato tem confiança que será o necessário para atender à demanda para compra de máquinas, sistemas de irrigação e armazenagem.
Com objetivo de reforçar sua atuação no agronegócio, o Santander promete R$ 250 milhões em crédito pré-aprovado durante a feira. O volume de recursos é quase o triplo dos R$ 90 milhões em empréstimos negociados pelo banco nas três últimas edições. De acordo com o superintendente executivo de Agronegócios do Santander, Carlos Aguiar, a instituição está diminuindo os trâmites burocráticos para concessão de financiamentos do setor, sendo que, em 2015, o tempo necessário para liberação teria caído 40%.
O Sicredi e o BRDE optaram por manter a quantidade disponibilizada no evento do ano passado: respectivamente, R$ 220 milhões para linhas voltadas à máquinas e equipamentos, sistemas de irrigação e fomento às cadeias produtiva; e R$ 160 milhões, para comercialização de colheitadeiras, tratores e implementos. O Badesul tampouco impõe um valor máximo, mas trabalha com o objetivo de liberar em torno de R$ 100 milhões.
O Banrisul, que, na edição de 2015, movimentou R$ 240 milhões, projeta que, neste ano, o volume de crédito concedido será um pouco menor por conta do cenário recessivo. Porém, o diretor de crédito da instituição, Oberdan Celestino de Almeida, sustenta que o banco está preparado para atender toda a demanda que surgir e que for aprovada. Segundo Almeida, o agronegócio permanece como setor que tem as melhores perspectivas de resultados econômicos, com o menor nível de inadimplência entre os tomadores de crédito.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Expodireto começa com previsão de repetir vendas Rio Grande do Sul não concluirá CAR até o mês de maio Cesa arrendará 1ª filial por R$ 31 mil mensais Ovinocultor comemora bom momento para a lã

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo