Porto Alegre, segunda-feira, 07 de março de 2016. Atualizado às 22h40.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
30°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7940 3,7960 0,93%
Turismo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
Paralelo/SP 3,6500 3,9500 2,06%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Meio Ambiente Notícia da edição impressa de 08/03/2016. Alterada em 07/03 às 22h40min

Sugestões de mudanças intensificam debate sobre licenciamentos ambientais

ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC
consultor em meio ambiente e sustentabilidade Nilvo Silva arquivo pessoal

Foco de várias propostas de modificações, que circulam dentro do Congresso Nacional e no âmbito do próprio Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), os processos de licenciamentos ambientais acirram as discussões entre quem deseja maior rapidez nas análises e quem busca uma investigação mais criteriosa. Entre as metas dos projetos que estão tramitando e almejam a reforma dos procedimentos, a agilidade é uma das principais.
O consultor e ex-presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Nilvo Silva, admite que o rito do licenciamento precisa ser aprimorado, entretanto enfatiza que é necessário conciliar desenvolvimento e meio ambiente. Silva, que também foi diretor de licenciamento do Ibama, acrescenta que, quando se trata desse tema, sempre há a perspectiva de quem acha que não existe uma proteção suficiente do meio ambiente, como a que a medida atrapalha o desenvolvimento.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Ministra pede que sociedade pressiome Congresso para ratificar acordo do clima
Izabella informou que os países vão assinar o acordo no dia 22 de abril, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York
MPF é contra homologação de acordo entre Samarco e governos estaduais
MPF informou que vai se posicionar contra um acordo entre Samarco, os governo federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo
Acordo é um símbolo para o Brasil, diz Adams sobre recuperação do Rio Doce
Nos próximos três anos, as empresas vão depositar R$ 4,4 bilhões para amenizar os prejuízos sociais, ambientais e econômicos da tragédia
Samarco pagará R$ 4,4 bilhões para compensar tragédia de Mariana

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo