Porto Alegre, domingo, 21 de fevereiro de 2016. Atualizado às 22h45.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
34°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0210 4,0230 0,61%
Turismo/SP 3,7500 4,1800 0%
Paralelo/SP 3,7500 4,1800 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Turismo Notícia da edição impressa de 22/02/2016. Alterada em 21/02 às 21h39min

Viagens corporativas recuaram 3,6% em 2015

MARCELO G. RIBEIRO/JC
Para reduzir custos, uma saída é viajar e voltar no mesmo dia do compromisso, cortando gastos com hotel

Guilherme Daroit

Se faltava apenas uma confirmação oficial para a percepção do setor de que 2015 deixou um rastro negativo para o turismo de negócios, não falta mais: pela primeira vez, em pelo menos 10 anos, o setor viu as suas receitas diminuírem. A queda, de 3,6% em relação a 2014, foi apontada pelos Indicadores Econômicos das Viagens Corporativas (IEVC), divulgados pela Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev). No total, foram gerados R$ 38,73 bilhões pelo ramo no País no ano passado, contra R$ 40,17 bilhões no período anterior.
"É um dado que reflete o que foi 2015, o que vimos na prática durante o ano", comenta o presidente da entidade, Eduardo Murad. Apesar da queda, o mandatário ainda relativiza o dado por não ter representado um tombo tão grande como se imaginava. "Acompanhou mais ou menos a queda da economia e do turismo como um todo, mantendo a parcela histórica do turismo de negócios em 55% do total do segmento", continua Murad.
A principal justificativa para a redução do montante gerado é a crise econômica que o País enfrenta. Embora o dirigente garanta que o número de viagens até não seja tão afetado, o mesmo não se pode dizer do orçamento destas viagens. "Continua-se viajando, mas de forma otimizada. Em vez de ir um dia antes e dormir no hotel, por exemplo, viaja-se de manhã e volta no mesmo dia", comenta Murad. A pesquisa também apontou quedas no impacto na economia, de R$ 75,93 bilhões a R$ 70,57 bilhões, e no número de empregos, de 752.921 para 725.589 vagas.
Outro motivo é o cancelamento ou o encurtamento dos eventos devido a dificuldades de patrocínios, tanto públicos como privados, ou mesmo nas vendas de estandes. Eventos que antes tinham duração de cinco dias diminuíram a programação para três, por exemplo, para caber no bolso dos expositores. "Resolve o problema de locação da feira, mas nisso o hotel perdeu duas diárias", comenta o superintendente do Porto Alegre Convention & Visitors Bureau, José Amilton Lopes. Os eventos movimentam mais de 65 setores da economia do local onde acontecem.
O segmento corporativo é o principal responsável pelo fluxo de turistas na Capital, que também sentiu o baque da retração. "Ainda estamos trilhando um caminho tortuoso desde o pós-Copa, que deve continuar em 2016", afirma Lopes. Em 2015, segundo o Bureau, foram 166 eventos (excluindo-se os de cunho cultural) realizados na cidade, com impacto de R$ 49,26 milhões. Em 2016, até o momento, há cadastrados outros 51 eventos, com geração de R$ 21,35 milhões - os números se consolidam ao longo do ano.
Como trabalha com antecedência média de um ano e meio a dois anos para a captação de eventos, Lopes antevê uma retomada, mas apenas a partir de 2018. "Temos com certeza um ano bom já garantido em 2019, com vários eventos de 5 mil a 7 mil pessoas", projeta o executivo. Já para o País, Murad imagina uma curva ascendente mais veloz. Feito com as mesmas bases do estudo do ano anterior, a projeção para 2016 do IEVC é de crescimento de 0,4%, praticamente estável.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Setor turístico será beneficiado com redução de alíquota do IRRF Epidemia de zika já afeta o setor turístico no Brasil Crise derruba tarifas dos hotéis no Brasil em 2015 Agências e velejadores oferecem passeios náuticos

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo