Porto Alegre, quarta-feira, 03 de fevereiro de 2016. Atualizado às 23h31.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
31°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,9180 3,9200 1,70%
Turismo/SP 3,8500 4,1500 0,95%
Paralelo/SP 3,8500 4,1500 0,95%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Energia Notícia da edição impressa de 04/02/2016. Alterada em 03/02 às 22h10min

Térmica de Charqueadas pode reduzir potência

ANTONIO PAZ/JC
Empresa precisa avaliar, diz Deitos

Jefferson Klein

O que, na semana passada, era apenas uma sugestão, agora é uma possibilidade concreta. Nesta terça-feira, em reunião de diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o órgão regulador decidiu permitir que a companhia Tractebel reduza a potência instalada da sua usina a carvão em Charqueadas de 72 MW (cerca de 2% da demanda média de energia do Rio Grande do Sul) para 36 MW. Resta saber se a empresa terá interesse em concretizar essa ação.
O complexo tem que se enquadrar na Resolução Normativa nº 500 da Aneel, que estabelece critérios de eficiência para usinas, que variam de acordo com a potência instalada das estruturas. Com a diminuição da potência, consequentemente, o empreendimento aumentaria a sua eficiência. A ideia mais antiga era a construção de uma nova usina de porte semelhante ao da atual. Outra hipótese é a interrupção da atividade da termelétrica.
O coordenador do grupo temático de energia da Fiergs, Edilson Deitos, argumenta que é preciso analisar se a redução da capacidade dará equilíbrio para a Tractebel quanto à geração de energia e custos. "Lógico que, para o Estado e para o município, principalmente, a redução de capacidade minimizaria a perda", destaca o dirigente. Contudo, Deitos enfatiza que a companhia não irá operar com prejuízo. Até o momento, a Tractebel não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Tarifas de energia devem cair cerca de 7% a partir de março, diz ministro Conta de luz fica mais barata a partir desta segunda-feira
Bandeira vermelha aplicada nas contas continua, mas terá valor mais baixo do que o cobrado anteriormente: R$ 3 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo