Porto Alegre, quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016. Atualizado às 18h43.
Dia do Atleta Profissional.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
31°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,9340 3,9360 0,63%
Turismo/SP 3,7500 4,0300 0,24%
Paralelo/SP 3,7500 4,0300 0,24%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Ferrovias Notícia da edição impressa de 11/02/2016. Alterada em 10/02 às 19h43min

Estudos para a 'Ferrogrão' custarão R$ 33,7 mi

PEDRO FRANÇA/AGÊNCIA SENADO/JC
Senador Blairo Maggi acredita na viabilidade econômica do projeto mesmo no atual cenário do País

O governo federal fixou, na semana passada, em R$ 33,791 milhões o valor a ser pago à Estação da Luz Participações (EDLP) pela elaboração de estudos técnicos que servirão de base para a concessão da "Ferrogrão", uma linha de 1.140 km que ligará Lucas do Rio Verde (MT) a Miritituba (PA) e que servirá para escoar a produção de soja e milho do centro do País para os portos do Norte, barateando o custo da exportação. O investimento é estimado pelo governo em R$ 9,9 bilhões.
A EDLP, que atua nesse projeto junto com outras quatro gigantes do agronegócio Bunge, Cargill, Maggi e Dreyfus , foi a única a estudar o trecho, embora outras potenciais interessadas estivessem autorizadas a fazer o mesmo, como parte do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) aberto pelo governo. Os estudos serão utilizados pela União para modelar o leilão da linha, e caberá ao concessionário ressarcir a EDLP.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Congresso Nacional vai apurar paralisações de construção na Bahia
Ferrovia de Integração Oeste-Leste, com 1.527 quilômetros de extensão, está com obras paralisadas; trabalhadores foram demitidos em massa

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo