Porto Alegre, terça-feira, 26 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h32.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
28°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0670 4,0690 0,67%
Turismo/SP 3,8700 4,2600 1,38%
Paralelo/SP 3,9700 4,2600 1,38%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

ELEIÇÕES 2016 Notícia da edição impressa de 27/01/2016. Alterada em 26/01 às 22h10min

Base de Sartori discute articulação para eleição em Porto Alegre

FREDY VIEIRA/JC
Ibsen Pinheiro recebeu dirigentes partidários para avaliar cenário da disputa eleitoral em Porto Alegre

Fernanda Nascimento

Os partidos que integram a base do governo estadual de José Ivo Sartori (PMDB) começaram a se articular, de forma conjunta, para as eleições municipais de 2016. Ontem, representantes de PMDB, PDT, PP, PSD, PSB e PPS se reuniram na sede estadual dos peemedebistas para discutir as possibilidades de coligações nas cidades gaúchas, especialmente na Capital. O sonho dos anfitriões do encontro é que as siglas apoiem a pré-candidatura do vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB) e, vislumbrando um primeiro turno com mais candidaturas, já alinhavam apoios para um possível segundo turno eleitoral.
O café da manhã reuniu presidentes e dirigentes partidários. A única ausência foi a do deputado federal e presidente do PSDB, Nelson Marchezan Júnior, com problemas de saúde. "Temos identidades básicas que nos aproximam, apesar das diferenças. Integramos a base do governo e, antes da base, a coligação que o segundo turno das eleições (de 2014) produziu e saiu vitoriosa. Queremos que esta convivência seja preservada, na medida do possível, nas eleições municipais", afirmou o presidente do PMDB, deputado Ibsen Pinheiro.
O dirigente disse que, ainda que a maioria dos partidos tenha sinalizado a intenção de ter candidatura própria como o PDT, com a deputada Juliana Brizola -, a intenção é de não fortalecer as candidaturas de oposição. "Em alguns casos, a viabilidade das candidaturas é menor, mas mesmo inviável fortalece o partido. Mas queremos que nossa base não se pulverize a ponto de ensejar ao adversário, hoje isolado, uma possibilidade de sobrevivência pela pulverização de nossas forças", afirmou.
Ibsen disse ainda estar "muito otimista" com a construção de alianças com PDT e PSB. "Vou compreender que qualquer deles tenha candidato, mas eles vão me compreender se eu tiver a esperança que estejamos juntos com a candidatura de Melo", declarou.
De acordo com o presidente do PP, Celso Bernardi, ainda que o partido busque preferencialmente a candidatura própria, a construção de alianças também é almejada. "O presidente estadual do partido tem obrigação de estimular candidatura própria, mas também temos que fazer parcerias onde for possível", disse.
Neste cenário, mesmo com as pré-candidaturas de Kevin Krieger, Cassiá Carpes e Marcel van Hattem, o partido pretende "radicalizar o diálogo". "Temos um compromisso de ter uma candidatura que represente a continuidade da atual situação", afirmou. O grupo deve continuar se reunindo nas próximas semanas.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Nereu D'Ávila: 'se Vieira aceitar, PDT terá candidatura própria' Pedetistas lançam Juliana Brizola à Capital MBL terá 15 candidatos à vereança no Rio Grande do Sul Luciana Genro deixa bancada do P-Sol e mira na campanha

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo