Porto Alegre, segunda-feira, 18 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h35.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
28°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0330 4,0350 0,29%
Turismo/SP 3,6500 4,2300 0%
Paralelo/SP 3,6500 4,2300 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Partidos Notícia da edição impressa de 19/01/2016. Alterada em 18/01 às 22h03min

Janela partidária movimenta política estadual

MARCO QUINTANA/JC
Rede Sustentabilidade foi sigla que mais recebeu gaúchos em 2015

A janela para a troca de partido por políticos com mandato, entre março e abril, movimenta o cenário político local, mesmo em período de recesso nos Legislativos. Na Câmara de Porto Alegre, após o vereador Mário Manfro ter deixado o PSDB pela Rede, a expectativa é sobre o futuro de Mauro Pinheiro e Rodrigo Maroni, com problemas no PT e PCdoB, respectivamente. Mesmo entre os deputados - que podem usufruir da janela partidária, por não estarem no fim do mandato - há rumores de mudança partidária. O deputado Missionário Volnei (PR) está sendo sondado pelo PSC e tem a expectativa de que aconteça uma alteração na legislação para possivelmente deixar a sigla.

Maroni e Pinheiro podem ingressar na Rede e se tornarem colegas de Manfro - após anos dividindo lados opostos no espectro político dividido entre PT (e aliados como o PCdoB) e PSDB. A Rede, comandada pela ex-ministra Marina Silva, foi a grande angariadora de novos filiados gaúchos. Criada em 2015, a sigla conseguiu a adesão do deputado federal João Derly (ex-PCdoB) e da deputada estadual Regina Becker (ex-PDT). O prefeito da Capital, José Fortunati (PDT), o senador Paulo Paim (PT) e o prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PT), chegaram a ter os nomes especulados para ingresso no partido, mas descartaram a mudança. Nos três casos, como os cargos são da majoritária, a mudança de partido pode ocorrer sem a perda do mandato e a necessidade de janela. O Partido Novo e o Partido da Mulher Brasileira (PMB) não conseguiram conquistar deputados gaúchos ou vereadores de Porto Alegre.

A saída de Volnei do PR é mais complicada. Deputado estadual em primeiro mandato, ele tem se aproximado do PSC e, nas últimas semanas, realizou palestras para integrantes da sigla. "Recebi o convite do pastor Everaldo (presidente nacional da sigla e candidato à presidência em 2014) para ingressar e assumir o partido no Estado. Mas não posso responder nada ao PSC, pois posso perder o que construí", afirma. De acordo com Volnei, a tendência de ida para o PSC seria de "90%", caso a janela partidária permitisse a troca de partido.

Apesar da expectativa do deputado de uma mudança da atual legislação, via Proposta de Emenda à Constituição (PEC) aprovada pelo Congresso Nacional, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) afirma que uma alteração não teria validade para estas eleições. O órgão informa que as mudanças precisariam ser realizadas com um ano de antecedência do pleito e que o parlamentar só poderia trocar de partido - para uma sigla que já exista - em 2018, na janela partidária daqueles que concorrerão a deputado estadual.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Paulo Paim decide por permanência no PT Temer diz que PMDB não pode continuar dividido na Câmara Emenda em MP do setor portuário beneficiou doador de Temer, aponta jornal
Emenda apresentada por Eduardo Cunha teria favorecido o Grupo Libra, que fez doação ao PMDB em 2014

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo