Porto Alegre, segunda-feira, 25 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h27.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
27°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0952 4,0968 0,32%
Turismo/SP 3,8700 4,3200 0%
Paralelo/SP 3,8700 4,3200 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 26/01/2016. Alterada em 25/01 às 20h54min

Afinal, há oportunidade na crise?

Ivana Bernardes

Dizer que a crise é oportunidade já virou "lugar comum", mas é fato que, para alguns, ela pode, facilmente, ser encarada como tal: refiro-me àqueles que enfrentam a crise suficientemente capitalizados para usufruir das "barganhas" que surgem.
No entanto, não é este o tipo de oportunidade que gostaria de destacar. O que considero relevante é lembrar que a crise exige mudança de atitude. Trata-se de um imperativo, em crise, não há como continuar fazendo o mesmo da mesma maneira, pois ela chegará a todos; de formas e em intensidades diferentes, mas chegará.
É desta mudança obrigatória que pode surgir o melhor e mais promissor tipo de oportunidade. As empresas que aproveitarem para promover ajustes e inovações bem estruturadas, corrigir os rumos estratégicos e eliminar desperdícios, certamente sairão da crise como muitos ganhos e estarão mais preparadas para enfrentar o futuro. Esta é outra questão importante: os ciclos acontecem, e as crises geralmente são previsíveis, então, quanto melhores forem as metodologias de gestão e controle das empresas empresas, mais ágil será a sua reação aos primeiros sinais de mudança de cenário, tanto interno quanto externo. Em relação às pessoas, não é diferente. Muitos profissionais tendem à acomodação, seja por medo do novo ou por falta de incentivo à mudança, não são raros os casos de pessoas que sustentam uma postura profissional pouco inovadora e por vezes nada recompensadora. Pois bem, com a crise, provavelmente todos serão "empurrados" a um novo modelo de ação e, novamente, quem souber aproveitar de forma estruturada e planejada este momento, estará em melhores condições ao final do período. É preciso estar preparado para aproveitar as oportunidades, por isso, em tempos de crise, corte os custos que não impactarão o seu futuro. Investimentos que possam melhorar a performance de sua empresa ou a sua performance profissional devem ser mantidos, priorize o longo prazo e abra mão dos supérfluos do presente para garantir o essencial no futuro.
Economista
COMENTÁRIOS


DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Opinião econômica: Acomodação A importância de investir em Gestão de Conhecimento Por que os empreendedores precisam fazer gestão?

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo