Porto Alegre, quarta-feira, 13 de janeiro de 2016. Atualizado às 10h29.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
29°C
28°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0020 4,0040 1,03%
Turismo/SP 3,7000 4,2400 0%
Paralelo/SP 3,7000 4,2400 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Palavra do Leitor Roberto Brenol Andrade


Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 13/01/2016

Gestores públicos

Ninguém ignora, estamos em visível e sentida recessão econômica. Em consequência, retirar dinheiro da iniciativa privada via novos tributos, aumentando alíquotas ou majorando o valor nominal, mesmo seguindo índices inflacionários, agrava o quadro. Os nossos gestores públicos, em regra, nos três níveis, não têm essa compreensão. Pensam que as suas dificuldades têm de ser aliviadas não com enxugamento das máquinas administrativas, mas com a busca de recursos na sociedade, levando empresas e pessoas físicas, fonte geradora das riquezas, ao desespero. Precisam frequentar cursos de gestão financeira para que entendam que os tributos são produzidos pela atividade positiva da economia, não pela recessão. Crescer para arrecadar, não o contrário, obviamente. (Jorge Lisbôa Goelzer, Erechim/RS)
A Venezuela e o sonho
Esta decisão antidemocrática do Tribunal Supremo de Justiça venezuelano de anular decisões do recém-empossado Legislativo, com maioria de oposição ao governo de Nicolás Maduro, deve estar sendo festejado pelo Planalto e pela cúpula petista. Já que abertamente Lula e seus camaradas, sem se ruborizarem, sempre afirmaram que a Venezuela vive uma democracia plena deste a gestão do já falecido Hugo Chaves. (Paulo Panassion)
Tragédia no Rio
Como não poderia deixar de ser, a imprensa faz ampla cobertura sobre os cinco anos da tragédia que se abateu sobre a região Serrana do Rio de Janeiro, com a perda de 900 vidas, além de danos materiais. Na ocasião, a presidente da República fez aquele tradicional voo de helicóptero devidamente fotografado e divulgado para, depois, de forma compungida, prometer mundos e fundos, em especial as moradias perdidas pelas famílias. Hoje, constata-se que, para variar, muito do prometido ficou pelo caminho. (Marco Antonio Esteves Balbi)
MP da Impunidade
Tenho certeza que o verdadeiro objetivo da MP da impunidade não é diminuir a incerteza e preservar empregos. A verdadeira razão dessa aberração, que ataca frontalmente a tão benéfica Lei Anticorrupção, é impedir que empresas envolvidas em falcatruas façam acordos que levariam à descoberta dos nomes das altas figuras dos governos que foram seus cúmplices nos assaltos aos cofres públicos, além de interromper o desejado processo de delações, pois quem assina a MP já havia dito à nação que não respeita delatores. Mesmo porque, no atual quadro recessivo e incerto da nossa declinante economia não existe a garantia de que novos investimentos serão feitos pelas empresas beneficiadas pela MP, nem a certeza de que ocorrerá a preservação de empregos em seus quadros. Vamos esperar que o Congresso cumpra o seu papel e derrube essa nefasta MP da impunidade. (Ronaldo Gomes Ferraz)
 


COMENTÁRIOS
Dorian R. Bueno - 13/01/2016 09h46min
CHEIRO DO PENSAMENTO 2016 !!! nQuero poluir as telas dos computadores com algumas palavras podres e outras cheirosas.nPoderia mencionar muitos cheiros neste perfumado poema, mas é melhor ir deixar fluindo.nQue nojo o cheiro de políticos, corrupção, marginais, fome, doenças, e tudo que cheira MAL.nDEUS vai nos perfumar com a sua misericórdia diária ungindo-nos com o ÓLEO perfumadonCheiro da vida que nasce pelo o desejo da força e pensamento da nossa perfumada mente.nCheirosamente seja aquele amor que deixou de alguma forma a sua marca depois do sexo.nPor onde passaremos sempre existirá alguém cheirando diferente ou igual para nos cheirar.nMaldito cheiro que marca territórios até dos cachorros e a nosso favor às vezes sem querer.nNas ruas ou outros ambientes tudo se misturará com os muitos cheiros que são liberados.nÉ terrível o cheiro de poluição das queimadas, ar, terra, mar e da falta de Co2 para a vida.nTristeza do cheiro da inveja, do rancor que causa em nós tremenda dor e tanta vergonha.nDela exala o cheiro da violência, perigo, atrito, discussão, conflito, confusão, azar e morte.nVou tentar não ver, fingir, fugir, omitir este detalhe e não ficar fedido nas esquinas poluídas.nCom este cheirão de ódio, pólvora, lágrimas de sangue, mágoas que matam várias famílias.nCheiro de que nem cheira mais como antes porque ficou perdido no ar alucinado e drogado.nCheiram sempre correndo demais sentido vontade de cheirar muito mais o cheiro da morte.nSem desmerecer-me, sei que às vezes cheirava muito pior por fumar como a alta chaminé.nCaso o aroma seja ótimo temos a chance de não ser esquecido jamais pelo o nosso amor.nCorremos o risco de deixar em outras peles e roupas a nossa essência tatuada pelo cheiro.nPodemos ter a oportunidade de cheirar e de pertinho querer ser bem cheirado muitas vezes.nAinda bem que antes de sair de casa alguns colocam o perfume preferido do pequeno frasco.nQuem não lembra do dia que dançava perfumado de rosto colado através do suor da amada?nPrecisamos ter a sorte para agradecer que pegamos o cheiro do amor sem constrangimento. nQue não foi apenas um detalhe da última relação, deslize de respingos de mais uma paixão. nAcredito que muitos cheiros de amizades, namoros, paqueras e noivados surgem aos poucos.nO cheiro certo possui a tática de perfumar e escolher quem vamos casar no jardim com flores.nDevido os vários cheiros e gostos que o mercado de perfumarias oferece ficamos em dúvida.nTantas marcas, tamanhos de frascos que dá vergonha de não saber o que o amor vai gostar.nOs cheiros misturados de todos os tipos às vezes nos piram e encucam, será que vai gostar?nO que levar sem errar a assência do perfume e não poluir a relação que está cheirando bem?nSentimos no ar o cheiro de quem não é bem vindo por estar cheirando mal e nem esta aí.nPode ser devido à falta de banho ou da boca limpa por falta da manutenção do creme dental.nVamos e voltamos ao trabalho, academia com o nosso cheiro tradicional e suamos ou não.nMelhoramos ou pioramos o nosso cheiro conforme a nossa vontade de querer cheirar melhor.nSomos livres para viajar mundo a fora e pelo cheiro do pensamento conhecer novos cheiros. nA sensibilidade das narinas permitirá sentir os variados tipos de aromas da cultura dos países.nErvas medicinais, temperos, chás, comida, café, flores em vários momentos estarão entre nós.nQue saibamos aproveitar tudo que cheira bem, pagando ou não para ficar bem mais cheirosos.nNão posso esquecer que tem jogador de futebol quando está iluminado sente o cheiro do GOL.nOs atletas olímpicos bem preparados sempre sentirão o cheirinho de uma medalha de OURO.nAmém !!! - Dorian Bueno Google + 16.196 Acessos Graças a Deus. POA, 13.01.2016nn

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Acidentes
Parabéns ao Jornal do Comercio pela participação deste evento e colocar em pauta esta matéria tão importante sobre a prevenção à vida

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo