Porto Alegre, segunda-feira, 04 de janeiro de 2016. Atualizado às 22h01.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
26°C
30°C
24°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0320 4,0340 2,12%
Turismo/SP 3,7200 4,1600 0%
Paralelo/SP 3,7200 4,2400 1,92%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Verão Notícia da edição impressa de 05/01/2016. Alterada em 04/01 às 22h04min

Operação Golfinho se adapta para garantir a segurança

BM/DIVULGAÇÃO/JC
Mais de 50 salvamentos diários foram realizados durante o Ano-Novo

Jessica Gustafson

Após encerrar 2015 sem novas chamamentos para a manutenção do efetivo da Brigada Militar (BM) e com a aposentadoria de mais de 1,5 mil policiais, existia o temor de que Operação Golfinho deste verão apresentasse problemas. Há 46 anos, profissionais da área da segurança são deslocados para o Litoral do Rio Grande do Sul para o trabalho de salva-vidas e policiamento ostensivo. Mesmo com o corte de gastos, que trouxe mudanças na logística do programa, o efetivo deslocado foi praticamente o mesmo do verão passado - cerca de 1.200 salva-vidas e 1.200 policiais do setor operacional. Para arcar com os custos, R$ 28,1 milhões foram liberados para o pagamento de diárias e dos demais gastos da operação.
De acordo com o major Ronie Coimbra, coordenador da PM5 na Operação Golfinho, o trabalho está sendo feito a todo vapor. Somente no feriadão de Ano-Novo, foram efetuados aproximadamente 50 salvamentos por dia, no Litoral Norte, dois, no Litoral Sul, e dois em águas internas. Desde o início da operação, no dia 19 de dezembro, foram 210 resgates. A principal modificação foi em relação ao treinamento dos salva-vidas, que era feito antecipadamente.
"Para reduzir gastos, eles passaram a ser treinados no começo da operação, diminuindo os deslocamentos para o Litoral. Isso não prejudicou o serviço, pois o treinamento é posterior à formação. Todos os salva-vidas, mesmo os que trabalham há anos com salvamento, passam por essa atividade. Observamos se eles não apresentam nenhum problema que comprometa o salvamento", explica o major. Segundo dados do Corpo de Bombeiros, 484 profissionais participaram da segunda turma do curso de Atualização Técnica em Salvamento Aquático no Mar, que foi concluído no dia 3 de janeiro. O restante já tinha feito a atualização nas turmas que começaram no final de novembro e em dezembro. 
Sobre a falta de profissionais em algumas guaritas, Coimbra diz que elas vão sendo preenchidas à medida que o movimento aumenta, como ocorreu no feriadão, sendo intensificado o trabalho nos feriados e fins de semana. "Sabemos que é a partir do final do ano que temos mais veranistas. Mesmo assim, o monitoramento vinha sendo feito desde dezembro. Nós temos salva-vidas nas praias e os 1.200 homens são o efetivo extra para o verão", afirma.
O deslocamento de policiais militares para as praias também gera dúvidas sobre como fica o policiamento nas cidades. Com efetivo reduzido, cerca de 20,5 mil homens, a BM tem apostado no planejamento e na organização para não deixar algumas localidades ainda mais vulneráveis. O major explica que muitas pessoas saem dos municípios em que moram e viajam para o Litoral. A segurança policial precisa acompanhar o fluxo. "Muitos bandidos também fazem esse deslocamento, indo para as praias atrás do dinheiro. Todo o nosso planejamento é estratégico e técnico, monitorando a movimentação nas cidades e nas praias", ressalta.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Abre depois do Natal o Atlântida Food Park

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo