Porto Alegre, terça-feira, 26 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h31.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
28°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0670 4,0690 0,67%
Turismo/SP 3,8700 4,2600 1,38%
Paralelo/SP 3,9700 4,2600 1,38%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Tributos Notícia da edição impressa de 27/01/2016. Alterada em 26/01 às 22h31min

Entra em vigor alíquota de 25% de IR sobre remessas ao exterior

GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/JC
Despesas para tratamento de saúde e educação não serão taxadas

A Receita Federal publicou, ontem, instrução normativa (IN) que regulamenta a cobrança de Imposto de Renda Retido na Fonte sobre rendimentos pagos, creditados, empregados, entregues ou remetidos ao exterior. A alíquota agora é de 25%.
O maior efeito da medida será nas remessas destinadas ao pagamento de serviços como hospedagem, transporte, cruzeiros marítimos ou contratação de pacotes de viagem. Quando a remessa for feita diretamente para pagar compras de passagens diretamente de companhias aéreas ou marítimas domiciliadas no exterior, a alíquota do imposto é menor: de 15%. Há ainda uma exceção: quando o país que vai receber os recursos não tributa remessas para o Brasil, a operação será isenta, pois haverá reciprocidade no tratamento. O fim da isenção não altera hipóteses em que já não havia incidência do IR, como transferências de contas bancárias de mesma titularidade ou importação de mercadorias. Não haverá cobrança em casos de remessas para despesas com educação e saúde.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Manifesto contra mais impostos é lançado Tabela do Imposto de Renda pode ficar sem reajuste de faixas no ano
Após resíduo de 4,8% em 2015, congelamento de faixas pelo governo elevaria defasagem
Mais de um milhão de gaúchos quitaram o IPVA Aumento de ICMS pressiona inflação gaúcha

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo