Porto Alegre, quinta-feira, 07 de janeiro de 2016. Atualizado às 07h29.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
25°C
31°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0200 4,0220 0,72%
Turismo/SP 3,7000 4,2200 0,47%
Paralelo/SP 3,7000 4,2200 0,47%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

indústria automobilística Notícia da edição impressa de 07/01/2016. Alterada em 06/01 às 20h43min

Mercado de implementos rodoviários cai quase 45%

Roberto Hunoff, de Caxias do Sul

A indústria brasileira de implementos rodoviários encerrou o ano passado com recuo de 44,76% no número de emplacamentos na comparação com 2014. O total vendido somou 88.315 unidades ante 159.870 do ano anterior, segundo dados divulgados ontem pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).
Em números absolutos, é o quarto pior desempenho desde 2004, quando a entidade iniciou as estatísticas. Naquele ano, foram emplacadas 83.816 unidades. De 2007 a 2014, as vendas internas sempre ficaram acima das 100 mil unidades, chegando ao pico de 190.823 em 2011.
O mercado de veículos rebocados, incluindo reboques e semirreboques, registrou retração de 47,51%, com o emplacamento de 29.670 produtos. É o segundo pior resultado do segmento desde 2004. Neste segmento de mercado, a participação do Rio Grande do Sul é superior a 40%, tendo Caxias do Sul como principal polo por meio das empresas Randon e Guerra, as duas primeiras no ranking nacional. Por conta da retração, as duas empresas concederam férias coletivas aos seus funcionários, iniciando na semana do Natal, com retorno programado para a próxima segunda-feira. No setor de carrocerias sobre chassi, a retração foi de 43,25%, totalizando 58.645 unidades, um dos quatro piores desempenhos desde 2004.
O presidente da Anfir, Alcides Braga, estima que o resultado de 2016 deva ser semelhante ao do ano passado, com a possibilidade de ligeira queda. "Não acreditamos em crescimento, porque a economia não dá nenhum sinal de retomada, infelizmente." O primeiro bimestre, no entanto, poderá receber o reforço de vendas dos negócios gerados na Fenatran, feira de transportes realizada em São Paulo na primeira semana de novembro passado. "Apuramos aproximadamente 5,7 mil oportunidades de negócios, conceito que reúne vendas e pedidos firmes de aquisições. Se essas vendas forem concluídas, deverão ser contabilizadas até fevereiro", explica.


COMENTÁRIOS
Fabio Schubert - 07/01/2016 08h13min
O governo anuncia projeto para renovação de frota de veículos, mas não para implementos rodoviários (semireboques) será que também não está na hora? Talvez a proporção neste segmento seja maior e poderia aliviar em muito o segmento que acumula perdas históricas. Para as montadoras de veículos quando a água sobe o governo sempre dá um jeito, parece até que as demais indústrias não existem no país.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Montadoras enfrentam a maior retração na comercialização de veículos em 28 anos Ford anuncia PDV para 2.000 funcionários na Bahia
A previsão é de demitir 2.300 empregados com o fim de um dos três turnos

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo