Porto Alegre, quarta-feira, 06 de janeiro de 2016. Atualizado às 22h03.
Dia de Reis.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
28°C
31°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0200 4,0220 0,72%
Turismo/SP 3,7000 4,2200 0,47%
Paralelo/SP 3,7000 4,2200 0,47%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Observador Affonso Ritter


Observador

Notícia da edição impressa de 07/01/2016

As novas concessões

Os governos estaduais e federal agora já não têm desculpa para errar em novas concessões de serviços públicos à iniciativa privada. Basta conferir os erros e acertos passados. E um dos acertos é certamente os Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMIs), precedendo a divulgação dos editais de licitação. Por eles, os governos podem fazer as devidas correções para evitar as licitações vazias, em que nenhuma empresa comparece, atrasando em um, e até um ano e meio, o início da concessão. Quem faz estas considerações é o professor da Ufrgs Luiz Afonso Senna, ex-secretário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre
Outorga e tarifa
Outra questão importante na concessão é se o critério do vencedor é a outorga - o quanto a mais vai pagar ao governo pela concessão - ou a menor tarifa pela prestação do serviço (pedágio ou elétrica, por exemplo). Obviamente, o melhor critério é a tarifa para beneficiar o usuário ou consumidor. Mas têm governos que preferem a outorga para fazer caixa.
Prestar serviços
O professor Senna desfaz outro conceito de que concessão é para empreiteira. Concessão é para prestador de serviços, define. A construção, especialidade de empreiteira, é apenas uma etapa do serviço, que a concessionária contrata junto a terceiros e, neste caso, cuidando que seja a mais barata e duradoura.
Pulseiras nas praias
Fritz & Frida, de Ivoti, está distribuindo, como tem feito em outros anos, mais de 100 mil pulseiras para identificação de crianças nas principais praias do Litoral gaúcho, através da Estação Verão Sesc. O funcionamento das Casas Sesc, montadas à beira-mar, é de terça-feira a domingo.
A dívida incobrável
Vira e mexe, tem gente dizendo que o governo estadual resolveria todos os seus problemas se cobrasse a dívida ativa, que anda ao redor de R$ 35 bilhões. Ocorre que só R$ 7 a R$ 8 bilhões são cobráveis, segundo o governador José Ivo Sartori. Por várias razões, entre elas, porque muitos devedores já não existem. Se fosse cobrável, outros governos já o teriam feito.
Os assaltos em condomínios
A prática de assaltos em Porto Alegre já se tornou tão fácil, inclusive em condomínios, que já que não exige maior organização - mudança observada pelo diretor da Squadra - Gestão de Riscos, Gustavo Caleffi, a partir do segundo semestre de 2015. Até então, eram de grande porte, com invasão de várias unidades e executados por quadrilhas estruturadas. Os assaltos aumentaram, e chama a atenção a falta de planejamento e de estrutura das quadrilhas, que optam por ações rápidas e sem armamento pesado. Tanto que a empresa gaúcha triplicou o número de clientes no segmento Segurança Estratégica Condominial. A melhor prevenção continua sendo o treinamento de moradores e funcionários.
 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Teste de Wi-Fi em ônibus
A MKT Tecnologia do Brasil, instalada na unidade de Novo Hamburgo do Feevale Techpark, realizará, a partir de janeiro e por 90 dias, ações de marketing em dois ônibus de Porto Alegre

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo