Porto Alegre, domingo, 31 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h58.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
27°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0210 4,0230 1,37%
Turismo/SP 3,8500 4,2900 0,70%
Paralelo/SP 3,8500 4,2900 0,70%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

EFEITOS DO TEMPORAL Notícia da edição impressa de 01/02/2016. Alterada em 31/01 às 22h26min

Dmae estuda usar geradores em horários de pico de consumo

Dentre as tantas reclamações e críticas ao poder público diante do temporal que deixou um rastro de destruição na cidade, uma delas cobrava a instalação de geradores de energia nas seis estações de bombeamento de água do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae).
Devido ao alto custo da medida - cerca de R$ 50 milhões - e de problemas de logística, como armazenagem de combustível, a prefeitura descarta no momento a compra de geradores para uso exclusivo em eventos como o que ocorreu na sexta-feira na Capital. Entretanto, uma alternativa está sendo estudada.
De acordo com o diretor geral do Dmae, Antônio Elisandro de Oliveira, o departamento analisa a possibilidade de que geradores sejam instalados em algumas estações e usados nos horários de pico de consumo de energia elétrica pelo sistema de água da cidade. "Em razão do aumento da tarifa, em 2015, o consumo de energia do Dmae passou de R$ 30 para R$ 56 milhões. Trabalhamos com a possibilidade de que os geradores sejam usados no período das 18h às 21h, que é quando temos o maior consumo de energia. Assim economizaríamos recursos, e esses valores poderiam custear a instalação dos equipamentos nas estações", afirma.
Oliveira salienta que o bombeamento alternativo no horário de pico de consumo geraria economia aos cofres do município e isso pode viabilizar financeiramente a compra e a manutenção de geradores. "Principalmente nas estações maiores, que suprem o abastecimento para mais gente. Esses geradores seriam usados diariamente e em casos como o de agora. Distribuiríamos água para a cidade, mesmo com uma pressão menor."
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Cenário de bombardeio em Porto Alegre evidenciou prejuízos Supercélula que atingiu a área mais central de Porto Alegre tem força comparável à de um tornado

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo