Porto Alegre, terça-feira, 12 de janeiro de 2016. Atualizado às 21h32.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
28°C
28°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0440 4,0460 0,14%
Turismo/SP 3,7000 4,2400 0,71%
Paralelo/SP 3,7000 4,2400 0,71%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Educação Notícia da edição impressa de 13/01/2016. Alterada em 12/01 às 22h28min

'Escolas devem dar menor gasto possível às famílias'

ANTONIO PAZ/JC
Recomendação é não colocar materiais de uso coletivo na lista escolar

Isabella Sander

Estão abertas até sexta-feira as matrículas da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul. Após a confirmação da vaga, as escolas normalmente entregam uma lista de materiais escolares necessários para a frequência nas aulas. Apesar de essa lista ser de responsabilidade das instituições de ensino, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) orienta os estabelecimentos a gerarem o menor gasto possível às famílias, atendo-se, principalmente, a objetos de uso pessoal, e não coletivo.
Segundo a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc, Márcia Coiro, a orientação é procurar não dar à família custo nenhum, ou o menor possível. "É claro que há os materiais de uso pessoal, como cadernos e lápis. Mesmo assim, pedimos que as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) orientem usando o bom senso", explica. A necessidade de demanda de materiais destinados à organização da escola deve ser discutida com o Conselho Escolar, que faz um trabalho em parceria com a Seduc em cada instituição.
Materiais como papel higiênico, por exemplo, devem ser previstos no recurso de autonomia financeira do estabelecimento. "A forma como a escola organiza sua verba é importante e esses itens são prioritários. Recomendamos que não se coloque materiais de uso coletivo na lista escolar. Quando isso ocorre e chega a informação à Seduc, chamamos os diretores para saber por que isso está acontecendo", revela Márcia.
O uso de uniformes deve ser acordado entre a instituição de ensino e o Conselho Escolar. "Há escolas que conseguem sensibilizar os pais para o uso de uniforme, que facilita a identificação dos alunos e o disciplinamento, através da definição de uma contribuição pequena para a confecção da vestimenta, por exemplo. Entretanto, essa não é uma orientação da Seduc, e fica a critério de cada instituição", esclarece a diretora.
A escola pública é um espaço para todos os alunos que procuram matrícula, tendo condições financeiras ou não. "Quando a escola discute o uso de uniforme, é preciso muita cautela e a garantia de que todos terão acesso à vestimenta. Isso precisa ser estendido a todos, sem prejuízo", assegura Márcia.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Lego lança robôs para ensinar de biologia a linguagens em escolas
Disponível para pré-venda desde dezembro, deve chegar ao Brasil somente em março

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo