Porto Alegre, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015. Atualizado às 21h35.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
27°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,9520 3,9540 0,82%
Turismo/SP 3,7900 4,2000 0%
Paralelo/SP 3,7900 4,2000 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Senado Federal Notícia da edição impressa de 24/12/2015. Alterada em 23/12 às 22h34min

Renan decide questionar prisão cautelar de Delcídio

VALTER CAMPANATO/ABR/JC
Renan Calheiros avalia que o caso não caracteriza 'flagrante' do crime

Diante do risco de a prisão cautelar do senador petista Delcídio Amaral (PT-MS) abrir um precedente para que parlamentares sejam detidos no exercício do mandato, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), apelou, nesta quarta-feira, para uma interpretação enviesada da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e disse que não está claro que o caso Delcídio caracteriza um "flagrante" situação em que a Constituição permite a prisão de um congressista.
A estratégia é tentar interpretar de forma diversa a claríssima decisão do ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no STF, e, com isso, abrir caminho para que Delcídio não tenha de necessariamente ficar sob custódia do Estado.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Semana começa com pauta trancada por duas medidas provisórias
Delcídio já foi notificado pelo Conselho de Ética

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo