Porto Alegre, domingo, 13 de dezembro de 2015. Atualizado às 17h39.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
26°C
27°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8700 3,8720 1,92%
Turismo/SP 3,6500 4,0500 1,75%
Paralelo/SP 3,6500 4,0500 1,75%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Protestos 13/12/2015 - 17h43min. Alterada em 13/12 às 18h39min

No Rio, manifestantes defendem impeachment e novas eleições

Tânia Rêgo/ABr/JC
Na Praia de Copacabana, manifestantes fizeram ato defendendo o afastamento da presidente

Agência Brasil

Manifestantes que participam neste domingo, na Praia de Copacabana, defendem o processo de impeachment da presidentr Dilma Rousseff e a convocação de novas eleições.
Embora o alvo principal dos ativistas seja o afastamento da presidenta da República, é grande o número de pessoas que defendem a saída do vice-presidente Michel Temer e do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "A corrupção mata neste país. Tem que tirar todo mundo. Eu temo o Temer. Quero novas eleições", disse a biomédica Ana Lúcia Fragoso Kneip, que levava um cartaz onde estava escrito: "Fora, Renan e Eduardo Cunha", com as siglas PT e PMDB riscadas com um xis.
A  professora universitária Silvia Soares também defendia mudanças gerais, com a convocação de novas eleições: "A Dilma é só uma pessoa. Não adianta tirar só ela. O problema é o nosso sistema corrupto. A gente tem que mudar o sistema político. Tem que haver uma cassação de chapa, porque se o Temer foi eleito com dinheiro roubado, ele tem que sair junto com ela [Dilma]. A solução é chamar novas eleições", afirmou.
Para a aposentada Sandra Maria Bernhardt, o principal objetivo é a saída de Dilma da Presidência. "Que a Dilma saia e o Temer assuma, por enquanto. É o que temos para o momento", disse Sandra, que fez questão de comparecer à passeata, apesar do calor forte, em uma cadeira de rodas.

Bolsonaro tem recepção de popstar em manifestação pró-impeachment no Rio


Estadão Conteúdo

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) chegou à manifestação que acontece em Copacabana pouco antes do meio dia. O político foi recebido pelos manifestantes como um popstar e parou para fazer selfies, receber abraços e pedidos de "tira a Dilma de lá".

Ao Estado, Bolsonaro justificou sua presença na manifestação: "Vim porque sou cidadão. Recebi convites para estar em Manaus, Porto Alegre, Recife, Fortaleza. Nos outros (estados) não estive porque estava viajando", disse o parlamentar.

Trajando uma camiseta branca com a frase "Direita Já", ele falou sobre a possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff. "Tem que sair. Quanto mais a Dilma ficar lá, pior para o Brasil", disse.

A manifestação que acontece em Copacabana também serve para o recolhimento de assinaturas em favor do projeto do Ministério Público Federal (MPF) que pede apoio para a implantação de dez medidas contra a corrupção. Luiz Alexandre, do movimento Vem Pra Rua, era um dos que recolhiam as assinaturas.

"Isso aqui independe de partido, depende de caráter. Assina quem tem ética", declarou. "Vim de São Gonçalo para mostrar que nossa manifestação não é exclusiva de moradores da zona Sul", comentou.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Novo ato contra Dilma em Porto Alegre reúne menos manifestantes Cerca de 6 mil participam de ato pró-impeachment em Brasília Domingo será de manifestações contra Dilma em todo o País
Protestos estão agendados em 24 capitais e outras 46 cidades cidades do País

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo