Porto Alegre, segunda-feira, 07 de dezembro de 2015. Atualizado às 21h43.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
28°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7580 3,7600 0,58%
Turismo/SP 3,6000 3,9600 0,50%
Paralelo/SP 3,6000 3,9600 0,50%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Segurança pública Notícia da edição impressa de 08/12/2015. Alterada em 07/12 às 22h20min

Lei dos Desmanches deve diminuir roubo de veículos

JONATHAN HECKLER/JC
Sartori sancionou ontem lei que prevê comprovação de origem de peças

Isabella Sander

A Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) estima que haja mais de 1,7 mil ferros-velhos no Rio Grande do Sul. Entretanto, somente 208 deles estão credenciados no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Sem regulamentação até o ano passado, os centros de desmanche são locais, muitas vezes, de venda de peças de veículos roubados ou furtados. Com a sanção ontem pelo governador José Ivo Sartori do Projeto de Lei nº 325/2015, que regulamenta a Lei Federal dos Desmanches, a fiscalização desses espaços aumentará.
As autoridades estaduais esperam que a medida reduza os índices de roubos e furtos de veículos, bem como dos latrocínios decorrentes deles. Até setembro deste ano, foram registrados 15,1 mil furtos e 13,3 mil roubos de automóveis no Estado. O indicativo é superior ao do mesmo período de 2014, quando houve 14,2 mil furtos e 10,2 mil roubos.
Além de regulamentar a legislação federal, a lei, elaborada pela SSP, em parceria com a Secretaria de Modernização Administrativa e Recursos Humanos (Smarh) e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), dispõe sobre a comercialização de partes, peças e acessórios automotivos oriundos de veículos em fim de vida útil sujeitos à desmontagem.
"Estabelecemos uma destinação administrativa para as peças apreendidas e sem cobertura fiscal. Dar uma destinação com certeza representa uma importante redução nos crimes de furto, roubo e latrocínio, exatamente em virtude da atuação em cima da receptação dos veículos roubados e furtados, que são levados a esses desmanches irregulares", explica o secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini.
Todas as peças presentes em um desmanche precisarão ter nota, comprovando sua origem, a fim de que seja possível rastrear se o veículo foi roubado ou não. "Hoje, quando não conseguimos comprovar que aquela peça é de um automóvel furtado, não temos provas para aquele crime. É preciso coibir isso administrativamente, pois, do ponto de vista criminal, é difícil fazer a prova", observa Jacini. Além disso, as prefeituras, responsáveis por expedir os alvarás dos ferros-velhos, também precisarão intensificar sua fiscalização.
Segundo o diretor-geral do Detran, Ildo Szinvelski, o governo federal ainda precisa criar um banco nacional de informações sobre veículos desmontados. Entretanto, enquanto isso, os estados devem fortalecer suas próprias fiscalizações. Rio Grande do Sul e São Paulo são os locais com o processo mais avançado nesse sentido. "Após a lei ser regulamentada e decretada, faremos um grupo de trabalho envolvendo o Detran, a SSP, a Brigada Militar e a Polícia Civil, para intensificarmos a fiscalização. Ainda faltam algumas questões, mas a sanção desse projeto é um marco muito importante", define.
A legislação foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado (DOE). A partir desta data, o governo tem até 60 dias para regulamentar a lei. Após o trâmite, será contratada uma empresa para realizar o transporte e a trituração dos materiais irregulares recolhidos. No dia 17 de dezembro, o Detran fará reunião com representantes dos 208 ferros-velhos credenciados para orientá-los sobre o novo modus operandi e sobre como lançar no sistema do Detran a lista de peças disponíveis, bem como sua origem. Hoje, há mais de 1,4 milhão de peças lançadas nesse sistema.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Porto Alegre terá mais 125 PMs em Operação Papai Noel Presídio Canoas I será entregue até dezembro Brasil é campeão em superlotação de prisões Servidores estaduais pedem interlocução de Fortunati

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo