Porto Alegre, domingo, 13 de dezembro de 2015. Atualizado às 21h56.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
26°C
27°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8700 3,8720 1,92%
Turismo/SP 3,6500 4,0500 1,75%
Paralelo/SP 3,6500 4,0500 1,75%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Handebol 13/12/2015 - 22h49min. Alterada em 13/12 às 22h56min

Seleção feminina de handebol do Brasil cai nas oitavas; é o pior resultado desde 2009

JONATHAN NACKSTRAND/AFP/JC
Equipe de Fernanda Silva (ao centro) lamentou a derrota

Folhapress

A seleção feminina do Brasil permanece entre as grandes do handebol há dois Mundiais e uma Olimpíada. A derrota para a Romênia, nas oitavas de final do Mundial da Dinamarca, neste domingo (13), por 25 a 22, porém, deixará a equipe na nona ou décima colocação final. Este é o pior resultado desde 2009, quando não passou da fase de grupos.
Campeã Mundial em 2013, sexta nos Jogos Olímpicos de 2012 e quinta no Mundial disputado em casa, em 2011, a seleção feminina estava invicta no torneio há 14 partidas (apenas um empate).
Mas fez um péssimo primeiro tempo contra as romenas (perdendo de 13 a 8), neste domingo, e não conseguiu se recuperar. Deu adeus muito antes do esperado.
"Romênia fez o melhor jogo quando precisava. Temos que aprender que classificar na primeira fase é ótimo, mas quando começa o mata-mata é o dia em que só a vitória vai levar para frente", disse o dinamarquês Morten Soubak, técnico que assumiu a seleção cerca de nove meses antes do Mundial de 2009.
Na primeira fase, o Brasil passou em primeiro lugar do Grupo C, com quatro vitórias e um empate. A Romênia foi a quarta da sua chave, com três derrotas e dois triunfos.
"Nosso sonho acabou, simplesmente isso. Não tem desculpa, a gente tinha que estar mais bem preparada", desabafou Duda Amorim, eleita melhor jogadora do mundo em 2014, ao SporTV.
As explicações para a derrota foram dos erros na defesa (ponto forte do time) aos no ataque, passando pela provocação rival (cinco brasileiras jogam na Romênia).
"A gente queria a medalha aqui. É um aprendizado. Agora, mais do que nunca, vai lutar por esse sonho em 2016", disse a goleira Babi.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Seleção feminina brilha e avança como líder no Mundial de Handebol
A vitória era essencial para a equipe brasileira terminar a fase de grupos na liderança, evitando rivais de maior peso nas oitavas de final
Brasil vence Argentina, avança no Mundial de Handebol e disputará 1º lugar Brasil vence Alemanha e lidera grupo em Mundial de handebol Seleção feminina treina para torneio em Brasília e mira o bi mundial

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo