Porto Alegre, segunda-feira, 07 de dezembro de 2015. Atualizado às 07h08.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
28°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7360 3,7380 0,29%
Turismo/SP 3,6000 3,9800 0,75%
Paralelo/SP 3,6000 3,9800 0,75%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Consumo Notícia da edição impressa de 07/12/2015. Alterada em 07/12 às 08h08min

Entidade lança campanha contra 'invasão' de produtos orgânicos

MARCOS NAGELSTEIN/JC
Lei estabelece que a produção dos alimentos siga técnicas específicas

Preocupado com a "invasão" de supostos produtos orgânicos nas prateleiras do comércio varejista, o Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), iniciou campanha de alerta ao consumidor brasileiro. Segundo informou, no sábado, a coordenadora do CI Orgânicos, Sylvia Wachsner, a campanha visa a valorizar a certificação e educar o consumidor.
"Como os alimentos orgânicos estão na moda, muitas empresas artesanais alegam que os produtos que fabricam, como geleia, por exemplo, são orgânicos", disse Sylvia. Ela advertiu, entretanto, que "para falar em orgânico, tem de ter uma certificação, o selo brasileiro".
A coordenadora do CI Orgânicos esclareceu que mesmo empresas que compram insumos de produtores orgânicos para fazer novos produtos têm que ser certificadas. "No momento em que beneficia, manipula os ingredientes, essa indústria tem que ser certificada. Não é porque a farinha é orgânica que o pão é orgânico. A indústria e a padaria têm que ser certificadas como orgânicas", observou.
Há, segundo ela, uma informalidade no setor. Para combatê-la, ressaltou a necessidade de informar o cidadão para que ele saiba que os orgânicos têm uma legislação. A Lei dos Orgânicos foi instituída em 2003. Ela estabelece técnicas específicas a serem cumpridas desde a produção agrícola até a fase de processamento, armazenamento, transporte e comercialização. Sylvia explicou que a certificação dos produtos vendidos no varejo, que ganham o selo Orgânico Brasil, garante que os alimentos cumprem todos os requisitos estabelecidos pela regulação do País.
"A Lei dos Orgânicos é muito clara. Mostra quais são os insumos, quais são os ingredientes, como você deve manipular, como deve distribuir", comentou. Sylvia alertou que os restaurantes devem também comprovar ao consumidor que seus produtos são orgânicos certificados. "Tudo isso precisa ser informado, além de valorizar a certificação, que é cara, não é barata." O processo de certificação levou mais de 25 anos para ser construído.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Supermercados projetam queda nas vendas Black Friday cresce e movimenta R$ 1,5 bilhão Grupo chinês Alibaba atrai brasileiros para o atacado Empresários do comércio seguem pessimistas

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo