Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações internacionais

16/05/2018 - 11h08min. Alterada em 16/05 às 11h09min

China apela à Coreia do Norte para manter reunião com Trump

O encontro histórico entre o líder, Kim Jong-un, e o presidente americano seria dia 12 de junho

O encontro histórico entre o líder, Kim Jong-un, e o presidente americano seria dia 12 de junho


JUNG YEON-JE/AFP PHOTO/JC
A China apelou à aliada Coreia do Norte que siga adiante com a histórica reunião de cúpula marcada para o dia 12 de junho entre seu líder, Kim Jong-un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, após Pyongyang ter ameaçado cancelar o encontro. 
O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Lu Kang, disse nesta quarta-feira (16) que Coreia do Norte e EUA devem garantir que a reunião ocorra como planejado e gere "resultados substanciais". Ontem (15), a Coreia do Norte disse que poderia reconsiderar a cúpula, por não estar interessada numa reunião "unilateral" convocada unicamente para pressionar Pyongyang a abandonar seu programa nuclear. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia