Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Automobilismo

Notícia da edição impressa de 16/05/2018. Alterada em 15/05 às 21h02min

De volta às pistas, Felipe Massa confirma ida para a Fórmula E

Piloto estava longe das pistas desde que deixou a F-1, ano passado

Piloto estava longe das pistas desde que deixou a F-1, ano passado


/MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/JC
Felipe Massa confirmou ontem que disputará a próxima temporada da Fórmula E. Aposentado da Fórmula 1 desde o final do ano passado, o piloto usou as redes sociais para informar que competirá pela equipe Venturi.
Desde 2016, Massa tinha a intenção de competir na categoria que conta apenas com carros elétricos. O plano foi adiado pela extensão do contrato com a Williams para a disputa da Fórmula 1 em 2017. Como a temporada da Fórmula E começa no meio do ano, o brasileiro não teve como pleitear vaga na temporada atual, a 2017/2018.
O criador e diretor executivo da categoria, o espanhol Alejandro Agag, revelou em março o interesse de contar com o brasileiro e esperava que a parceria se concretizasse em 2020, quando a competição abrirá mais vagas e terá a entrada de duas novas equipes.
No entanto, o piloto brasileiro antecipou as expectativas do mandatário da categoria e assinou com a Venturi por três temporadas. De acordo com a equipe, ele deve pilotar pela primeira vez o carro no final de maio, como teste para a próxima temporada.
Neste ano, Massa participou como convidado da corrida de duplas da Stock Car, disputada em março, na abertura da temporada. Ele informou que poderia participar da Corrida do Milhão da categoria, que está marcada para 8 de agosto.
A Fórmula E conta com oito pilotos com passagens pela F-1 como os brasileiros Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi, o alemão Nick Heidfeld, o francês Jean-Eric Vergne e o suíço Sebastien Buemi, entre outros.
A Venturi é uma equipe fundada pelo empresário Gildo Pallanca Pastor em sociedade com o ator norte-americano Leonardo DiCaprio. Atualmente, os dois pilotos da equipe fazem uma campanha ruim. O suíço Edoardo Mortara ocupa a 11ª colocação na classificação geral, com 29 pontos, e o alemão Maro Engel aparece logo atrás, com 21. A quatro etapas do final da temporada, o líder é o francês Jean-Éric Vergne, com 147 pontos.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia