Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 13 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Acontece

Notícia da edição impressa de 14/05/2018. Alterada em 11/05 às 18h41min

Ciclo de filmes na Ufrgs retrata identidades da África

Longa Wallay é um dos destaques de mostra na Sala Redenção

Longa Wallay é um dos destaques de mostra na Sala Redenção


SALA REDENÇÃO /DIVULGAÇÃO/JC
Começa hoje, na Sala Redenção (Paulo Gama, 110), a mostra Identidades ancestrais no cinema africano, que dialoga com a programação da Semana da África na Ufrgs, de 23 a 25 de maio. As sessões são gratuitas e acontecem na faixa das 16h e 19h, até o dia 18 de maio.
Os filmes formam cedidos pela Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e pelo diretor Licinio Azevedo. Entre os títulos estão Itchombi, Mariana e a lua, Tango negro - as raízes africanas do tango, Wallay e Memória entre duas margens.
Através dos diretores, cada obra traz à tona as formas como diferentes povos africanos explicam os fenômenos culturais, sociais e políticos que os cercam. A proposta da mostra é retratar uma parte das diversas identidades africanas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia