Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Ministério Público

Notícia da edição impressa de 13/03/2018. Alterada em 12/03 às 22h54min

Justiça mantém sigilo na delação de Basegio

A juíza substituta na 10ª Vara Criminal do Foro Central de Porto Alegre, Rosália Huyer, acolheu o pedido do Ministério Público (MP) para manter o sigilo sobre o conteúdo das delações do ex-deputado estadual Diógenes Luís Basegio (ex-PDT) e o ex-assessor Alvaro Luis Ambros. A delação conteria denúncias contra quatro deputados estaduais - com foro privilegiado - e um ex-parlamentar. Segundo a magistrada, o conteúdo não diz respeito à denúncia do processo criminal contra os réus. Por isso, originou novo procedimento investigativo que está a cargo do Procurador-Geral de Justiça. Basegio responde a processo criminal desde 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia