Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

França

Notícia da edição impressa de 12/03/2018. Alterada em 12/03 às 20h00min

Jean-Marie Le Pen é excluído do partido de extrema-direita

O partido de extrema-direita Frente Nacional, da França, rompeu definitivamente seus laços com o fundador do grupo, Jean-Marie Le Pen, para tentar melhorar a imagem perante os franceses. A sigla também reelegeu a filha de Jean-Marie, Marine Le Pen - única candidata -, para um novo mandato como presidente no congresso.
Mais de 79% dos membros que votaram aprovaram os novos estatutos do partido, que incluem o fim da posição de presidente honorário vitalício de Le Pen. Em 2015, o partido o excluiu por conta de declarações antissemitas, mas manteve a posição de presidente honorário. A votação é considerada um golpe para o político de 89 anos, que fundou o partido em 1972 e ficou em segundo lugar nas eleições presidenciais de 2002.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia