Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

11/03/2018 - 15h01min. Alterada em 11/03 às 15h05min

Secretário do Tesouro minimiza ataques de Trump à imprensa

Trump usou um palavrão para se referir a um repórter norte-americano na Pensilvânia

Trump usou um palavrão para se referir a um repórter norte-americano na Pensilvânia


NICHOLAS KAMM/AFP/JC/
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, diz que os repórteres devem prestar menos atenção aos discursos do presidente Donald Trump e mais às suas políticas. Em um comício realizado na noite deste sábado (10), Trump pediu que a sua audiência que fosse legal com o Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte, e usou um palavrão para se referir a um repórter norte-americano.
Ele incentivou a plateia a vaiar a imprensa livre. Foi apenas o último exemplo do relacionamento controverso de Trump com aqueles que o cobriam. Críticos de Trump, como o senador republicano pelo Arizona, Jeff Flake, dizem que o presidente está estabelecendo um precedente perigoso. Mas os defensores como Mnuchin minimizam a linguagem vulgar de Trump. Ele disse neste domingo (11), em entrevista à rede de TV NBC, que Trump acredita na liberdade de imprensa e na democracia, e que houve "muitos momentos engraçados" no comício. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia