Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Clima

01/03/2018 - 12h16min. Alterada em 01/03 às 12h29min

Tempestade Emma e onda de frio 'Besta do Leste' atingem Europa

Onda de neve e frio afeta desde países no Mediterrâneo como ruas de Kiev (foto), na Ucrânia

Onda de neve e frio afeta desde países no Mediterrâneo como ruas de Kiev (foto), na Ucrânia


AFP/JC
Agência Brasil
A Europa foi atingida, esta semana, por dois fenômenos meteorológicos: a tempestade Emma e a onda de frio siberiano "Besta do Leste". A primeira é uma massa de ar úmido que provocou muita chuva e ventos fortes. A segunda é uma massa de ar proveniente da Sibéria, que trouxe o frio intenso. Os dois acontecimentos resultaram em muita neve, escolas, estradas, aeroportos fechados, e algumas dezenas de mortos.
Pelo menos 38 pessoas morreram no decorrer desta semana nas regiões central e Sudeste da Europa devido à onda de frio que marcou temperaturas de até -25 graus centígrados. O maior número de vítimas foi registrado na Hungria, onde 21 pessoas morreram entre domingo e ontem, informou nesta quinta-feira (1º) a organização não governamental (ONG) Fórum Social Húngaro, segundo a agência EFE.
A Agência Estatal de Meteorologia espanhola (Aemet), a ocorrência de massas de ar frio é normal para o período. O fenômeno desta semana foi mais intenso e extenso do que o normal. A imprensa inglesa apelidou a massa de ar siberiano de "Besta do Leste", enquanto os holandeses a chamaram de "urso siberiano" e os suecos de "canhão de neve".
A tempestade, que também ganhou nome, consiste em uma massa de ar úmido proveniente do Atlântico. A Emma, que já passou por Portugal, está a caminho do Reino Unido. As autoridades do sudoeste da Inglaterra desaconselham viagens que não sejam urgentes porque a neve e os fortes ventos podem representar riscos.
De acordo com o Weather Channel, a tempestade Emma afetou primeiramente os arquipélagos portugueses da Madeira e dos Açores, chegando nesta quarta (28) ao continente e trazendo chuva e ventos fortes. A tempestade também impactou Espanha e França, tendo levado muita neve para as montanhas dos Pireneus. Segundo o canal meteorológico, quando Emma chegar ao Reino Unido, deverá afetar também a Escócia, a Irlanda e o norte da Inglaterra com neve espessa, que se estenderá até a França e o Norte da Itália.
Desde dezembro do ano passado, as estações meteorológicas da França, Portugal e Espanha decidiram nomear as tempestades que possam produzir grande impacto para pessoas e bens. O motivo é que a população permanece mais atenta às recomendações de segurança quando a ameaça dos ventos fortes está claramente identificada.
As estações meteorológicas dos três países nomeiam conjuntamente as tempestades em ordem alfabética. A Emma é a quinta tempestade desde o início da lista, que engloba os seguintes nomes: Ana, Bruno, Carmen, David, Emma, Felix, Gisele, Hugo, Irene, Jose, Katia, Leo, Marina, Nuno, Olivia, Pierre, Rosa, Samuel, Telma, Vasco, Wiam. 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia