Porto Alegre, domingo, 11 de março de 2018.

Jornal do Comércio

COMENTAR | CORRIGIR

Logística

Notícia da edição impressa de 12/03/2018. Alterada em 11/03 às 21h47min

Acordo com porto nas Ilhas Canárias é assinado

Parceria vai permitir acesso dos produtos brasileiros à Europa e à África

Parceria vai permitir acesso dos produtos brasileiros à Europa e à África


IVÁN HERNÁNDEZ CAZORLA VIA WIKIMEDIA/DIVULGAÇÃO/JC
Thiago Copetti, de Não-Me-Toque
Finalizado pela área de negócios internacionais da Expodireto, em um trabalho iniciado há dois anos, o acesso brasileiro de porto de Las Palmas, nas Ilhas Canárias, vai beneficiar produtores tanto para venda de grãos à África como para entrada no mercado europeu - já que está localizado em território espanhol. Apesar de o contrato ter sido assinado pelo Terminal de Graneis (TG) do porto de Açu, no Rio de Janeiro, o acordo beneficiará também os gaúchos.
"A parceria significa que os exportadores poderão contar com a prestação dos serviços destes dois portos; brasileiro e espanhol, para a exportação de commodities, principalmente grãos, para os mercados europeu e africano", resumiu a gestora do Terminal de Graneis do porto de Açu, Soraia Rodrigues, presente na Expodireto juntamente com Alexandre Bolsons, da Bolsons - Comércio Exterior Mercosul/União Europeia, com o conselheiro delegado da La Luz Market, Bernardino Rivero, e com o presidente do porto de Las Palmas, Luis Angel Betancort.
De acordo com o coordenador da área internacional da feira, Leonardo Einsfeldd, o primeiro embarque a partir do Brasil para Las Palmas será feito no máximo até abril, com 25 mil toneladas de soja do Brasil iniciando as operações referentes ao primeiro contrato assinado. "Mas os embarques para lá poderão ser feitos pelo porto do Rio Grande, a partir de contratos gerenciados pelo porto de Açu. Hoje, esse acordo reduzirá em até sete dias a navegação, já que as Ilhas Canárias estão mais próximas de nós. Antes, uma venda para a África acabava tendo de subir até a Europa por falta de acordos com portos locais", ressalta Einsfeldd.
De acordo com a Cotrijal, o porto de Açu está em operação desde 2014, com nove terminais, e o porto de Las Palmas é considerado o quarto mais relevante da Espanha, com capacidade de atender navios, no item grãos, com capacidade superior as 40 mil toneladas. "A logística é importante tanto para o comércio interno quanto o comércio externo. E esta parceria visa oportunizar acesso do produto brasileiro, principalmente para a Europa e para a África", destacou Betancort.
Em novembro de 2017 já havia estado no Rio Grande do Sul o gerente da fundação do porto das Ilhas Canárias, Sérgio Galvan, fazendo apresentação de toda a infraestrutura em evento com o secretário de Agricultura, Ernani Polo. Galvan, na época, destacou o potencial do porto. Entre as vantagens citadas estão trâmites simplificado e flexibilidade de armazenamento de mercadorias.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia