Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 14/03/2018. Alterada em 13/03 às 22h34min

Cotação do dólar registra alta de 0,11%

O dólar alternou pequenas altas e baixas ao longo de toda a sessão de negócios ontem, tendo o cenário internacional como principal referência. A moeda norte-americana fechou cotada a R$ 3,2615 no mercado à vista, em alta de 0,11%. O mercado vem trabalhando em compasso de espera e, enquanto aguarda a reunião do Federal Reserve, na próxima semana, responde a variáveis menores, que possam sinalizar qual será o tom da política monetária dos EUA.
Nesse contexto, a principal notícia do dia foi o resultado da inflação no varejo norte-americano (o CPI), divulgado pela manhã, que, em linhas gerais, foi bem recebido pelo mercado local, reforçando a expectativa de gradualismo na política monetária do Fed. Os números do Departamento do Trabalho norte-americano apontaram alta de 0,2% do CPI em fevereiro, na margem, mostrando desaceleração em relação à alta mensal de janeiro ( 0,5%). Na comparação anual, o CPI subiu 2,2%, abaixo da previsão de alta de 2,3%. O núcleo do CPI, que exclui itens voláteis, como alimentos e energia, desacelerou para 0,2%, de 0,3% em janeiro. Na comparação anual, houve alta de 1,8%.
Ainda no cenário dos EUA, a demissão do secretário de Tillerson abriu espaço para desconforto e alguma volatilidade nos ativos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia