Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Telecomunicações

Notícia da edição impressa de 13/03/2018. Alterada em 12/03 às 22h53min

Temer anuncia instalação de antena para internet em 2.260 municípios

O presidente Michel Temer lançou ontem termo de adesão de municípios brasileiros ao programa Internet para Todos, que oferece acesso a internet de alta velocidade por meio de um satélite geoestacionário. Ao todo, 2.260 cidades deverão ser beneficiadas pela iniciativa em sua primeira fase, por meio da instalação de antenas para distribuição do sinal de internet. A expectativa é de que o programa tenha duração de, pelo menos, 18 anos, tempo de vida útil do satélite.
As adesões foram assinadas em cerimônia em Brasília. A previsão é de que cada antena tenha um raio de conexão de 1,5 quilômetro, e a ideia é de que elas sejam colocadas próximas de escolas e hospitais públicos.
A instalação será custeada pelo governo federal. Caberá aos municípios garantir a segurança da área, arcar com as despesas de energia elétrica e determinar os locais de instalação.
As primeiras antenas devem ser entregues em maio, e a meta é a instalação de 200 por dia. A operação será feita pela empresa Viasat, dos EUA, contratada pela Telebras. Segundo o governo federal, o custo de utilização do sinal de internet será reduzido.
Na mesma cerimônia, o presidente sancionou projeto de lei que especifica a origem de crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios do País. O montante será transferido por meio do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) por meio de uma medida provisória, assinada no ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia