Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

gente

04/03/2018 - 13h12min. Alterada em 04/03 às 17h29min

Atriz Tônia Carrero morre aos 95 anos no Rio de Janeiro

Atriz estava internada desde sexta-feira para a realização de um procedimento cirúrgico

Atriz estava internada desde sexta-feira para a realização de um procedimento cirúrgico


JOÃO MATTOS/TV GLOBO/DIVULGAÇÃO/JC
Agência Brasil
A atriz Tônia Carrero, de 95 anos, morreu na noite desse sábado (3) na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro. Ela estava internada desde sexta-feira (2) para a realização de um procedimento cirúrgico simples, mas não resistiu a uma parada cardíaca.
Por meio de nota, a direção da clínica confirmou a morte de Tônia Carrero. Seu corpo está sendo velado desde as 14h no saguão principal do Teatro Municipal, no Centro do Rio, onde chegou por volta das 13h20. Na segunda-feira (5), será trasladado e cremado no Cemitério do Caju, na zona norte, quando chegam ao Brasil parentes que estavam no exterior.
Tônia Carrero nasceu no Rio de Janeiro, em 23 de agosto de 1922, e foi batizada como Maria Antonietta de Farias Portocarrero. Consagrou-se no teatro, cinema e televisão.
Sua estreia no palco foi com a peça Um Deus dormiu lá em casa, no Teatro Brasileiro de Comédia, em São Paulo, ao lado do ator Paulo Autran, com quem mais tarde dirigiu uma companhia de teatro.
Na TV, ficou conhecida na década de 1980 no papel da personagem Stella Fraga Simpson, da telenovela Água Viva, do autor Gilberto Braga. No cinema, fez diversos filmes, como Tico-Tico no Fubá e É proibido beijar.
Seu último trabalho na televisão foi na telenovela Senhora do Destino, em 2004.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia