Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Energia

Alterada em 08/02 às 17h32min

CS Bioenergia recebe licença para gerar energia com resíduos orgânicos

A CS Bioenergia, geradora de energia da Cattalini Bioenergia (60%) e da Sanepar (40%), recebeu a licença de operação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para geração de energia a partir de resíduos orgânicos descartados por grandes geradores, como shoppings, restaurantes, supermercados, entre outros. "O documento era o que faltava para a usina poder aproveitar o recurso energético de resíduos sólidos urbanos e gerar energia elétrica e térmica a partir da combinação do lodo de esgoto com adição de material orgânico", comentou a companhia em nota, destacando que esta é a primeira usina no Brasil com esta configuração.
Ao todo, 300 toneladas de resíduos orgânicos que eram descartadas diariamente em lixões e aterros sanitários agora passam a ser destinadas à geração de energia, colaborando na produção de 2,8 megawatts (MW). O lixo será triturado e separado das embalagens, e a fração orgânica limpa será bombeada para os tanques de biodigestão e misturada com 1.000 metros cúbicos de lodo de esgoto. "O lodo de esgoto com adição dos resíduos orgânicos é a perfeita combinação para geração do biogás de altíssima qualidade", disse o diretor da Cattalini Bio Energia, Sérgio Vidoto.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia