Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

06/02/2018 - 15h15min. Alterada em 06/02 às 15h22min

Goldman Sachs nomeia Maria Silvia Bastos como presidente no Brasil

Ex-presidente do Bndes assumirá o posto em abril e sucede o economista Paulo Leme

Ex-presidente do Bndes assumirá o posto em abril e sucede o economista Paulo Leme


MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/ARQUIVO/JC
Folhapress
O Goldman Sachs anunciou nesta terça-feira (6) a nomeação de Maria Silvia Bastos Marques como nova presidente do banco no Brasil. A ex-presidente do Bndes assumirá o posto em abril e se reportará a Gonzalo Garcia e Ram Sundaram, corresponsáveis pela América Latina.
Maria Silvia cumpria quarentena após a saída do banco estatal, em maio do ano passado, após pouco menos de um ano à frente da instituição, que assumiu em junho de 2016.
No Goldman Sachs, Maria Silvia sucede o economista Paulo Leme, que anunciou sua aposentadoria em dezembro do ano passado, depois de 25 anos a serviço do banco. "Os seus conhecimentos do mercado e contatos locais nos ajudarão a expandir os negócios e aumentar a conectividade entre clientes nacionais e internacionais", afirmou Garcia sobre Maria Silvia.
Formada em administração pública e doutorada em economia pela Fundação Getulio Vargas (FGV), a executiva foi secretária da Fazenda do Rio e presidente do Comitê Olímpico da Rio 2016, além de presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), do Instituto Brasileiro do Aço e da Icatu Seguros.
Maria Silvia também atuou nos conselhos consultivos de empresas como Petrobras e Vale.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia