Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Notícia da edição impressa de 05/03/2018. Alterada em 02/03 às 19h30min

Companhia de flamenco Del Puerto retoma atividades

Cia Del Puerto retoma aulas de cursos regulares nesta segunda-feira

Cia Del Puerto retoma aulas de cursos regulares nesta segunda-feira


CLARA ASSENATO/DIVULGAÇÃO/JC
A companhia de flamenco Del Puerto (Cristóvão Colombo, 752) retoma suas atividades nesta segunda-feira. Os cursos regulares incluem aulas de iniciação para diferentes faixas etárias, aulas de castanholas, de manuseio de bata de cola, leque, mantón e cajón (instrumento de percussão utilizado no flamenco). As professoras são Daniele Zill, Juliana Kersting, Juliana Prestes e Graziela Silveira, a mais nova membro do quadro de artistas que compõem o coletivo Del Puerto. É possível agendar uma aula experimental gratuita. Mais informações pelo e-mail escola@delpuerto.com.br ou pela fanpage www.facebook.com/delpuertoflamenco/.
Fundada em 1999, a companhia realiza, desde então, um intenso trabalho de pesquisa técnica, expressiva e histórico-cultural que envolve a Arte Flamenca. A Escola de Flamenco Del Puerto é uma referência em ensino, compromisso e paixão pelo flamenco. Ao longo de história sua existência, amparada pelo conhecimento e experiência de cada um de seus profissionais, a Escola Del Puerto desenvolveu sua própria metodologia, baseada na compreensão integral da arte flamenca: sua história, música e dança.
A Del Puerto já circulou por todo o Brasil com suas montagens, recebeu prêmios e indicações, entre eles os troféus Açorianos de Dança em 2008, 2012 e 2014, o Prêmio Funarte Klauss Vianna em 2013 e o Prêmio de Pesquisa em Artes Cênicas do Teatro de Arena em 2015. Atualmente, a companhia circula com o espetáculo para crianças Flamenco imaginário, indicado e premiado em diversas categorias dos prêmios Tibicuera de Teatro e Açorianos de Dança 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia