Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de junho de 2017. Atualizado às 21h52.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo federal

18/06/2017 - 21h04min. Alterada em 18/06 às 21h58min

Temer grava vídeo sobre viagem ao exterior

O presidente Michel Temer gravou neste domingo, no Palácio da Alvorada, um vídeo sobre a viagem que fará à Rússia e à Noruega e que será divulgado nas redes sociais na tarde desta segunda-feira, data do seu embarque, previsto para as 11h30. No vídeo, que tem duração de quatro minutos, Temer falará da importância da viagem para a abertura de mais mercados e novas oportunidades de negócios. Em Moscou e Oslo, Temer vai falar a investidores sobre o que o governo chama de momento de modernização econômica que vive o Brasil - com responsabilidade fiscal, de maior racionalidade e de mais segurança jurídica.
Temer vai explicar que apresentará a russos e noruegueses as oportunidades de negócios que existem no Brasil, em decorrência deste novo momento econômico, citando o programa Crescer. Na viagem, o presidente Temer reafirmará ainda a mensagem de firme compromisso com a agenda de reformas e de maior e melhor integração do País com os fluxos globais de comércio e investimentos, salientando que colocará a diplomacia presidencial a serviço das prioridades dos brasileiros: o crescimento econômico e a geração de empregos.
O presidente também vai lembrar que reformas que não se viam há muitos anos no Brasil estão sendo levadas adiante, com o respaldo indispensável do Congresso Nacional, e que os resultados já aparecem com a inflação novamente sob controle, criação de condições para a queda consistente dos juros, permitindo que se deixasse para trás a recessão. O presidente reconhece, no entanto, que ainda há muito por fazer e que a política externa desempenha papel de relevo neste ponto porque a reconstrução do Brasil passa, necessariamente, por uma maior e melhor integração ao mundo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia