Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de maio de 2017. Atualizado às 00h15.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Assistência social

Notícia da edição impressa de 25/05/2017. Alterada em 24/05 às 21h05min

Jovens de baixa renda têm passagens gratuitas

Isabella Sander
Mais de 470 mil gaúchos de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos têm direito a passagens gratuitas e descontos desde dezembro. Em Porto Alegre, são 57 mil beneficiários. O lançamento do programa ID Jovem, que oferece o benefício, contudo, só ocorreu ontem, no auditório do Ministério Público Estadual. O projeto é financiado pelo governo federal.
A ID Jovem garante a reserva de duas passagens gratuitas em transporte interestadual em cada ônibus, trem ou embarcação, e outras duas passagens com 50% de desconto, além de meia-entrada em eventos culturais e esportivos, gratuidade na confecção da carteira de estudante e isenção na inscrição do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). Cada ônibus, trem ou embarcação interestadual precisa reservar duas vagas gratuitas e duas com pelo menos 50% de desconto para os beneficiários. Caso o responsável pela venda alegue que as vagas já foram preenchidas, precisará comprovar a informação ao jovem.
Não é necessário ser estudante para obter o benefício, mas o jovem deve pertencer a uma família com renda de até dois salários-mínimos e estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Mesmo sem divulgação, mais de 3,5 mil jovens gaúchos já aderiram ao programa.
Para ter direito aos descontos, o cidadão deve instalar o aplicativo ID Jovem no celular ou imprimir o cartão pelo site da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br/programas-sociais/id-jovem/Paginas/default.aspx). A duração do cartão é de 180 dias. Após o período, é preciso renovar o benefício. 
Segundo o diretor do Departamento de Políticas para a Juventude do Rio Grande do Sul, Ricardo Bassi, as passagens interestaduais de ônibus, trem ou embarcação podem ser usadas com qualquer objetivo. "O jovem não precisa justificar por que precisa do transporte. Pode ser tanto para fins de estudo ou trabalho quanto para fazer turismo ou festa", assegura.
Mais de 51 milhões de pessoas têm entre 15 e 29 anos no Brasil. Dessas, 15,3 milhões vivem nas linhas de pobreza e extrema pobreza. "Nunca tivemos tantos jovens e nunca mais teremos, segundo estimativas. Esses jovens precisam ter um futuro garantido, pois são o futuro do País. Se tivéssemos cuidado dos nossos jovens no passado, hoje não teríamos 620 mil presidiários", destaca o secretário nacional de Juventude, Assis Filho.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia